Autor: Samuel Berry (Page 1 of 19)

Como descobrir o estabelecimento pela fatura do cartão?

Muitas pessoas têm dúvidas de como conseguir descobrir o estabelecimento em que efetuou uma compra pelo cartão de crédito. Isso porque algumas empresas utilizam o nome fantasia na cobrança dos cartões de crédito. Por isso, vamos esclarecer suas dúvidas sobre como descobrir o estabelecimento pela fatura do cartão. E, também, qual a diferença entre a razão social e o nome fantasia de um estabelecimento. Vale lembrar que ter um controle financeiro é imprescindível para que você não crie dívidas. Porém, saber identificar o estabelecimento pela fatura do cartão pode ser útil para momentos de fraude e clonagem do cartão.

Qual a diferença entre a razão social e o nome fantasia?

Muitos ainda não sabem ou entendem qual a diferença entre a razão social e o nome fantasia de uma empresa. Entretanto, o significado de cada um deles é bem simples. A razão social é nada mais do que o nome registrado para que uma pessoa jurídica se individualize e consiga exercer seus serviços. Enquanto isso, o nome fantasia é uma nomenclatura popular utilizada para uma instituição pública ou privada. A razão social é o nome oficial e legal que aparecerá na escritura ou no documento de identificação de uma empresa. Isso tudo serve para demonstrar a sua constituição legal para uso de termos formais. Justamente por esse motivo, esse é o nome que é usado em documentos oficiais. Por exemplo: contratos, aberturas de contas em bancos e notas fiscais. Por outro lado, o nome fantasia ou também nome de fachada, é utilizado por uma empresa no âmbito comercia. Geralmente, é mais simples e curto que a razão social, para que o cliente consiga memorizar o nome.

Como descobrir o estabelecimento pela fatura do cartão?

A maneira mais fácil e rápida para você conseguir descobrir o estabelecimento através da sua fatura do cartão, é pelo modo digital. É simples, basta usar o aplicativo do seu cartão de crédito. Essa opção é muito tranquila de ser feita! Os bancos estão cada vez mais investindo em aplicativos modernos e de fácil acesso para os clientes, permitindo a visualização cada vez mais avançada. No aplicativo, basta você acessar o histórico da sua fatura do mês, que conseguirá ver o nome do estabelecimento. Junto dele vem a hora da compra, o valor pago e se foi ou não parcelado. Após esse primeiro passo, caso ainda não tenha conseguido identificar, você poderá pegar o nome do estabelecimento que apareceu na fatura e jogá-lo no Google para descobrir o CNPJ, por exemplo. Uma segunda opção é através do atendimento telefônico, o SAC (Sistema de Atendimento ao Cliente) do seu cartão. Para isso, você precisará pesquisar qual é o número do SAC do seu cartão. Por isso, preste atenção para a diferença entre eles, já que um número é apenas para capitais e regiões metropolitanas e o outro para as demais regiões do Brasil. A terceira maneira é para as pessoas que recebem a fatura do cartão via Correios, ao invés de visualizar pelo aplicativo de celular. Neste caso, você pode ver o nome do estabelecimento pela sua fatura física. Porém, fique atento que nessa opção você só conseguirá saber quando a fatura chegar em sua casa. Isso pode não ser tão viável para as pessoas que estão com urgência para descobrir o nome do estabelecimento. Um exemplo dessas situações são os mementos de suspeita de fraudes.

Descobri que uma compra no meu cartão de crédito é uma fraude, o que eu devo fazer?

Se após conferir sua fatura mensal do cartão de crédito, e perceber que há uma compra errada. Isso é, uma compra em que não reconhece ou não efetuou, é muito provável que você tenha sido vítima de uma fraude ou que seu cartão tenha sido clonado. Neste momento, o melhor a ser feito é entrar em contato com o SAC do seu cartão de crédito e reportar o acontecido. Outra opção é fazer o processo pelo aplicativo de celular. Eles cancelaram a compra e farão o estorno do valor. Também é possível que o seu cartão seja cancelado e que você tenha que solicitar um novo. Nesse caso, na hipótese ter ter sofrido com uma fraude e ele tenha sido clonado, você não passará por isso novamente. Outra opção é usar o cartão digital em compras via internet, para preservar ainda mais os dados do seu cartão físico, que é o principal. Gostou dessas dicas? Para mais como essas, siga o Nosso site  por aqui e fique por dentro de tudo desse mundo financeiro.

Exercícios físicos e saúde bucal: saiba a relação

Exercícios físicos e saúde bucal: saiba a relação

Atividades físicas são essenciais para a nossa saúde e necessárias para a manutenção do corpo, impactando também a saúde bucal. Neste artigo, veremos mais a fundo a relação que existe entre exercícios físico e saúde bucal.

Importância dos exercícios físicos

Inicialmente, é importante debater e destacar qual a importância dos exercícios físicos para a saúde do corpo.

 

Independentemente do tipo de exercício físico que você irá praticar, certamente ele trará benefícios variados para o corpo, sendo essa prática uma das principais recomendações dos médicos para a manutenção da saúde.

  1. Prevenção de doenças

Praticar exercícios regularmente pode ajudar você a prevenir diferentes doenças, especialmente as cardiovasculares.

 

Isso acontece porque, quando você pratica atividades físicas, movimentando o corpo, o organismo produz o chamado colesterol bom.

 

Ao mesmo tempo, ele reduz a produção de colesterol ruim e diminui o índice de triglicérides no sangue, melhorando a circulação e diminuindo os riscos de doenças no coração. 

 

Além disso, essa prática pode ajudar a prevenir outras doenças variadas, tais como:

 

  • Diabetes;
  • Hipertensão;
  • Osteoporose;
  • Depressão.

 

  1. Melhora a respiração

A prática de exercícios também ajuda a melhorar a qualidade da respiração. Para isso, é importante que você faça o processo respiratório, durante as atividades, da maneira correta: inspirando pelo nariz e expirando pela boca.

 

Depois de um certo período praticando atividades físicas regulares, fica visível a qualidade que você adquire na sua respiração, ajudando a evitar o desenvolvimento de patologias respiratórias, como a bronquite.

  1. Saúde bucal

Cuidar da saúde bucal é fundamental, visto que os dentes, língua e a boca como um todo desempenham um papel primordial para a sobrevivência, além de iniciar processo digestivo.

 

Mais ainda, os dentes são elementos que ajudam a elevar a autoestima, especialmente quando são bem cuidados.

 

Por isso, é fundamental ter uma saúde bucal qualificada, e são diversos aspectos que permitem que isso aconteça, como a higienização bucal diária, alimentação adequada, realizamento de tratamentos odontológicos, como a aplicação de lente de contato dental e, por fim, a prática de exercícios físicos que fortalece a imunidade.

Atividades físicas e a saúde bucal  

Exercícios físicos e saúde bucal saiba a relação

Mas qual é a relação entre a prática de exercícios físicos e a saúde bucal? Bom, eles podem estar relacionados tanto positivamente quanto negativamente.

 

Para quem pratica atividades físicas de alto rendimento, como os atletas profissionais de diferentes esportes, o alto consumo de isotônicos e bebidas de ganho energético, por exemplo, podem afetar a estrutura do dente, danificando a coloração dos dentes e resistência dental.

 

Nesses casos, além de manutenções mais regulares, procedimentos diversos podem ser necessários, bem como os estéticos desejados, como é o caso do clareamento dental para correção.


Por isso, é importante que ao praticar esses exercícios e consumir essas bebidas, que se realize logo em seguida a higienização dos dentes, podendo ser mediante ao uso de enxaguantes bucais ou água.

 

Entretanto, o mais recomendado é que você faça o processo completo, ou seja, escove os dentes e utilize fio dental.

 

Outro ponto interessante entre essa relação da prática de exercícios físicos e a saúde bucal é que, de modo geral, quando os dentes e a boca estão mais saudáveis, a tendência é que o restante do organismo também esteja fortalecido, aumentando a disposição.

 

Dessa maneira, você ajuda o corpo a aumentar a força e a resistência, permitindo a realização de exercícios físicos mais intensamente.Contudo, equipamentos adequados e proteções podem ser necessárias.

 

Já no caso da prática de exercícios de forma moderada, a tendência é a ampliação dos benefícios, já que os riscos de inflamação são reduzidos e a hidratação ampliada, fator que auxilia no equilíbrio do pH bucal.

 

Por fim, estudos recentes mostram que a prática de exercícios físicos diminui consideravelmente, em cerca de 54%, a chance das pessoas desenvolverem periodontite.

 

Para quem não sabe, a periodontite é uma das doenças bucais mais problemáticas, visto que elas afetam os tecidos que ajudam na fixação dos dentes.  

 

Dessa maneira, quando a doença se agrava, os dentes podem acabar caindo, sendo necessário utilizar um implante dentário para substituí-lo. 

Consulte seu dentista

Para garantir maior qualidade para a saúde bucal, principalmente para os dentes, é fundamental consultar com regularidade o seu dentista, especialmente quem pratica exercícios físicos de alto rendimento.

 

Com essa ajuda, você pode receber recomendações de bebidas que podem ser consumidas sem que a saúde dos dentes seja afetada, práticas que são importantes para melhorar a saúde bucal, bem como identificar a necessidade de procedimentos como o aparelho ortodôntico.

 

Esse último instrumento mencionado é muito utilizado no ramo da odontologia por ajudar na reestruturação dos dentes, trabalhando para juntar os dentes e transformar o sorriso em uma estrutura mais alinhada.

 

Existem diferentes modelos de aparelhos, cada um funcionando de uma maneira específica. 

 

Para atletas, por exemplo, especialmente os esportes de contato, é interessante utilizar um aparelho movel ou lingual, visto que outros métodos, como o fixo, podem machucar a boca caso a pessoa sofra um choque nesta região. 

 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

 

A importância de escolher o calçado de corrida correto.

Canais de defesa do Consumidor: veja quais são!

Os canais de defesa do Consumidor existem para garantir que o indivíduo terá atendimento justo em caso de algum problema com determinada empresa.

Atualmente, muitas companhias facilitam a troca de produtos e a resolução de problemas. Contudo, sempre há uma ou outra empresa que deseja se eximir da culpa e não arcar com as suas responsabilidades.

Desse modo, entra em ação a necessidade da atuação de órgãos que atuam na defesa do consumidor. Mas você sabe ao certo quais são esses órgãos e como podemos contatá-los?

Para saber mais sobre o assunto, acompanhe a matéria abaixo! E não se esqueça de deixar esse post salvo na sua barra de favoritos! Confira!

Afinal, quais são os canais de defesa do Consumidor?

Antes de mais nada, saiba que existem vários órgãos de defesa do consumidor. Nesse sentido, todos estão sob os cuidados e fiscalização do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor.

Esse sistema existe desde 1997 e atua em parceria com outros órgãos super importantes, tais como:

Procons

Primeiramente, saiba que os Procons são um dos principais canais de defesa do Consumidor. Isso porque eles atuam tanto na esfera municipal, quanto estadual.

Além disso, eles possuem liberação para fiscalizar, autuar, dar multas e até interditar locais que estão agindo de forma a trazer prejuízos para o consumidor.

Bem como, praticamente todos os municípios do país possuem ao menos um Procon na sua localidade.

Site Reclame Aqui

Sempre que falamos em canais de defesa do Consumidor, não podemos deixar de falar do site Reclame Aqui.

Essa plataforma é uma das mais acessadas do país e se tornou referência quando o assunto é direito do consumidor. Atualmente, você pode pesquisar sobre as empresas, fazer reclamações e até obter soluções através deste site.

Delegacias do Consumidor

Em contrapartida, casos mais sérios como estelionatos e até propagandas enganosas, podem exigir instauração de inquérito policial.

Nesse sentido, as Delegacias do Consumidor são super importantes. Graças a esses órgãos, você pode obter uma abordagem policial para te ajudar a resolver determinada pendência.

As delegacias também são úteis para combater cobranças vexatórias (que humilham o devedor), vendas de itens impróprios para consumos, dentre outras situações que geram problemas ao consumidor.

Ministério Público

Ademais, o Ministério Público também pode ajudar o consumidor em diversos casos de problemas com produtos e/ou serviços.

Essa entidade não é relacionada diretamente ao consumo. Todavia, atua na fiscalização e aplicação da lei. Bem como, pode instaurar inquérito judicial caso seja comprada uma atuação errada da empresa prestadora de serviço/produto.

Dicas para usar corretamente os canais que existem para te defender

Por fim, sempre guarde as notas fiscais e comprovantes de compras. Além disso, anote todos os protocolos de atendimento que já teve com uma instituição. Desse modo, é mais fácil garantir o cumprimento dos seus direitos.

Gostou de saber quais são os principais canais de defesa do Consumidor? Se você gosta desse tipo de matéria, ative as notificações do nosso site e fique por dentro dos nossos posts!

Diariamente, publicamos artigos sobre mercado financeiro, direitos do consumidor e dicas sobre o universo do dinheiro!

Marina em Caraguatatuba e descanso com a família

Você é uma pessoa que não dispensa um passeio agradável com sua família? Tem preferência por visitar lugares belos, relaxantes e no litoral?

Se a resposta para as perguntas acima foi sim, então saiba que a Marina Imperial em Caraguatatuba é um lugar que se encaixa em seu perfil. 

Além de oferecer a oportunidade de um belo e revigorante passeio de lancha pelo Litoral Norte de São Paulo, na marina de Caraguatatuba você tem a oportunidade de descontrair com a família, saborear uma bela refeição e passear de lancha. Os idealizadores da Marina Imperial conseguiram criar um ambiente voltado para a quebra da rotina urbana em grande estilo.

Ou seja, lá na Marina Imperial, além de você poder experimentar um passeio de lancha com sua família, você também tem uma ótima opção de restaurante. Em meio ao estacionamento sofisticado de lanchas, há um belíssimo restaurante chamado Imperial Bar & Restaurante. Esse é sem dúvidas um dos melhores restaurantes da região, pois, além de oferecer um menu completo, também demonstra o verdadeiro espírito litorâneo com pratos típicos e todo um layout reforçando o tema.

Motivos para visitar marina em Caraguatatuba

Imaginando que você é a pessoa que se enquadra no perfil que traçamos no início desse artigo, visitar uma marina em Caraguatatuba não seria uma experiência que precisaria de grande esforço. No entanto, sabemos que existem ótimos motivos para visitar uma marina em Caraguatatuba-SP, mesmo que você seja alguém que não esteja no perfil que traçamos.

Com certeza, você que está lendo esse conteúdo até aqui é alguém que expressa o mínimo de interesse no assunto. Pode estar planejando um passeio e colocando o Litoral Norte de SP em seu radar, ou pode estar pesquisando uma garagem náutica para sua embarcação. Saiba que se você deseja conhecer um pouco mais do litoral de São Paulo, experimente visitar uma das marinas localizadas na região.

Melhor turismo náutico da região

O interessante em visitar uma marina em Caraguatatuba SP é provar do mais puro sentimento suscitado pelo turismo náutico na região. O turismo náutico da região é um dos mais promissores de todo o país, pois concentra a nata das garagens náuticas mais robustas do segmento. Uma delas é a Marina Imperial, a mais indicada dentre todas.

O diferencial da Marina Imperial é que, além de se comprometer em entregar uma experiência completa aos seus clientes, ela está localizada às margens do Rio Juqueriquerê, um dos rios mais importantes do Brasil. Ou seja, além de visitar o litoral e poder vivenciar um passeio de lancha pelas águas salinas da região, você também pode experimentar um passeio de lancha pelo rio, sentir o vento no rosto e se conectar com a natureza de verdade. 

Melhor restaurante da região

Após curtir um ótimo passeio de lancha, você ainda pode provar os deliciosos pratos do Imperial Bar & Restaurante na Marina Imperial, tirar fotos e contar com um momento inesquecível, principalmente ao lado de quem você ama. Se você não sabe como conduzir uma lancha, não tem problema, saiba que a Marina Imperial Caraguatatuba oferece um profissional treinado para conduzir a embarcação por você. 

Você e sua família só precisam relaxar o corpo e descansar a mente na fuga da rotina dos grandes centros urbanos. Faça uma visita ao Litoral Norte de São Paulo e visite uma marina em Caraguatatuba. Aproveite e faça uma visita na Marina Imperial, ao Rio Juqueriquerê e ao Imperial Bar & Restaurante.

Seguro de vida: Motivos equivocados sobre sua contratação

Muitos de vocês devem se perguntar, porque eu preciso de seguro de vida? Essa pergunta certamente vem acompanhada de alguns mitos sobre a sua importância e motivos dos mais equivocados para deixar de lado essa decisão de proteger-se com esse tipo de seguro. 

1 – “Não possuo filhos e nem dependentes”

Esse pensamento demonstra o quanto as pessoas equivocadamente acham que seguro de vida é algo que se faz para se deixar como “herança”. Não ter filhos ou dependentes nunca deve ser um motivo para não se pensar em investir neste seguro.

Nesse caso lembramos que o seguro de vida não só pode como deve ter coberturas onde o segurado aproveite ainda em vida, como, por exemplo, no caso da necessidade de afastamento do trabalho, despesas médico-hospitalares, odontológicas ou assistência funeral familiar.

2 – “Já possuo seguro de vida pela empresa que trabalho”

Por via de regra os seguros de vida empresariais cobrem somente o que as suas convenções coletivas exigem.

Dessa forma, imagine o seguinte exemplo: a convenção coletiva de sua categoria prevê uma indenização no valor de R$ 30 mil para os casos de morte ou invalidez. Agora responda, com essa quantia, por quanto tempo você arcaria com suas despesas mensais, no caso de invalidez e não mais trabalhar?

Com uma apólice individual você consegue determinar qual o valor que deseja receber e assim complementar seu seguro empresarial. Viu só como é importante ter uma apólice de seguro de vida individual?

Além disso, nos planos de seguro de vida empresarial não existe a cobertura em caso de afastamento temporário por acidente ou doença.

3 – “Não tenho problemas de saúde”

Não ter nenhum tipo de comorbidade, ser forte e saudável, isso é ótimo e o que todos nós desejamos, não é mesmo? Mas saiba que isso por si só já é um ótimo motivo e o melhor momento para contratar um seguro de vida!

Dessa forma você estará se precavendo pois, caso você venha a apresentar algum tipo de doença, sua apólice de seguro pode ficar um pouco mais cara ou talvez você não seja aceito em nenhuma seguradora!

Além disso, um lembrete sempre importante: o seguro de vida não existe apenas para situações que envolvam doenças, mas também para possível invalidez por acidente, incapacidade temporária ou despesas médicas, afinal de contas todos nós estamos sujeitos a sofrer algum tipo de acidente.

4 – “Seguro de vida é caro!”

Essa desculpa deve ser a mais utilizada e você com certeza já ouviu ou até mesmo pensou. O mais curioso é que geralmente quem pensa dessa forma nunca fez ou nunca pensou em fazer uma cotação de seguro de vida.

Para essa questão, sugerimos o seguinte: tenha uma outra visão do que o seguro de vida representa e isso com certeza pode fazer você mudar esse pensamento. Imagine o seguro de vida como um investimento. 

“Ah mas a grana está curta”… nós entendemos como isso é um ponto importante para todos, mas agora imagine como essa situação pode ficar ainda mais complicada caso venha a lhe acontecer algum imprevisto e você não tiver uma indenização para receber do seguro. 

Temos certeza de que você se surpreenderá com o que pode garantir mediante um pequeno investimento. Nós sabemos que esse tipo de apólice não faz parte da cultura de nosso país, mas, devido aos riscos gerados pela violência esse pensamento vem mudando.

E então, conseguimos tirar algumas dúvidas quanto ao seguro de vida e sua importância? 

Como dica, caso os valores de cobertura deixe o seu investimento acima do que você pode contratar no momento, pesquise entre as corretoras de seguro da sua região e qual possui os melhores valores.

Dessa maneira você pode contratar uma apólice que caiba hoje no seu bolso e aumentar os valores de indenização com o passar do tempo. Assim nós garantimos que você não fique totalmente descoberto e não seja pego de surpresa.

Os 6 motivos pelos quais você precisa do Seguro de Vida

Atualmente, uma das maiores preocupações da vida adulta certamente é cuidar da sua família, seja pais, avós, filhos ou netos. Todavia, por mais que tudo esteja perfeito, o pior pode acontecer e neste caso ter um Seguro de Vida pode ser o afiliado que sua família precisa para esses momentos.  

Pensando nisso, abaixo você vai conhecer os 6 principais motivos pelos quais você precisa contratar um Seguro de Vida. Vamos lá!

1.   Caso sofra um acidente

Principalmente para quem trabalha de forma autônoma, por exemplo, qualquer machucado simples pode afetar completamente a rotina de trabalho e consequentemente a renda da família.

Neste caso, com um Seguro de Vida, é possível receber indenização com base na diária. Como assim? Se você ficar 4 dias sem trabalhar, por exemplo, o Seguro de Vida pode cobrir suas diárias e fazer com que a renda mensal da sua família não seja prejudicada.

2.   Se você ficar doente

Atualmente, o Seguro de Vida paga indenização para o beneficiário assim que o mesmo falecer.

Porém, em muitos casos é possível efetuar essa solicitação antes do dia da morte. Embora seja burocrático, essa solicitação tende a ser aceita em casos de doenças, por exemplo.

Pois, de modo geral, os custos com médicos e hospitais tendem a ser acima do que a família pode pagar. Entretanto, existem diversos outros motivos que fazem possível o recebimento da indenização de forma precoce. Mas, para isso, é importante ler atentamente o contrato.

3.   Para quem precisa ficar afastado do trabalho

Assim como o tópico um, caso você seja um profissional liberal, dependendo do Seguro de Vida contratado, você pode receber indenização pela diária.

Ou seja, se você trabalha no computador, por exemplo, e por algum motivo, incluindo acidentes, você fica incapacitado de trabalhar, o seguro cobre algumas diárias para você.

4.   Para evitar despesas médicas, hospitalares e odontológicas

Principalmente no Brasil, ter um tratamento de qualidade é muito difícil. Embora o Sistema Único de Saúde (SUS) ajude milhões de pessoas, em muitos casos o mesmo é completamente ineficaz.

Neste caso, contratar hospitais e médicos particulares se tornam necessários. Porém, o que fazer para pagar toda essa conta?

Caso você seja o segurado (quem contratou o seguro) e por algum motivo precise gastar seu dinheiro para pagar despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas, o seguro pode cobrir tudo isso para você.

Com isso, você pode manter suas finanças organizadas e não afetar a receita mensal ou nas economias da sua família.

Mas lembre-se, isso também deve ser tirado a limpo em contrato, pois, na maioria das vezes essa cobertura só cobre o contratante do mesmo e não seus familiares.

5.   Despesas Funeral

Além de todo o tratamento médico, hospitalar e/ou odontológico, infelizmente o pior pode acontecer. Atualmente, o funeral, por exemplo, é uma grande despesa que a família precisa pagar.

Felizmente, para quem possui o seguro de vida, toda a despesa do funeral é paga pela seguradora. Na maioria dos casos a família paga a conta, porém, posteriormente a seguradora reembolsará todo o dinheiro injetado.

6.   Se você vier a falecer

Por fim, o último motivo é o que as pessoas mais buscam contratar o seguro de vida, a segurança financeira.

Atualmente, principalmente empresários ou empresárias tendem a ser o pilar da família. Porém, como a empresa é a única fonte de renda, se o pilar vier a falecer, a empresa morre junto.

Quando isso acontece muitas filhas ficam totalmente perdidas, até porque, a empresa era a única fonte de renda. Mas com um seguro de vida, assim que você falecer, sua família será indenizada.

Dessa forma, ela terá mais tempo para se reerguer emocional e financeiramente. Em outras palavras, essa indenização vai possibilitar que sua família sinta o luto, passe por ele e posteriormente, reconstrua toda a base financeira da família.

Caso essa indenização não exista, além de bancar os custos com o funeral, a família vai ser ver completamente perdida, sem dinheiro e sem o principal pilar emocional e financeiro, que, no caso, é você.

Mas lembre-se, para contratar um Seguro de Vida, é de suma importância ter um consultor de confiança ou até um segurado com credibilidade no mercado.  

 

Telefone Banrisul: como entrar em contato?

Se você está na busca de uma das Agências ou como entrar em contato pelo Telefone Banrisul, nós vamos facilitar a sua pesquisa ao longo deste artigo.

O Banco do Estado do Rio Grande do Sul é uma Instituição estatal e que está presente em todo o Rio Grande do Sul e outros estados do país.

Separamos uma lista com os telefones atualizados para entrar em contato, como SAC, Ouvidoria e Central de Atendimento.

Telefone Banrisul SAC

Por meio do SAC, os clientes podem fazer reclamações, elogios, sugestões ou fazer alguma solicitação ao banco.

Telefone para realizar bloqueios e cancelamentos: 0800 646 1515

Atendimento para SAC deficientes auditivos e de fala: 0800 648 1907

O SAC do Banrisul funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana.

Central de Atendimento Banrisul

Se deseja realizar o desbloqueio do seu cartão de crédito, modalidade pré-pago ou não, informar sobre perda ou roubo do seu cartão, consultar informações do saldo de sua conta, limite disponível do cartão de crédito, solicitar acesso para pagar contas no aplicativo do Banrisul Digital ou informações gerais, recomendamos que você use este canal de atendimento.

Telefone da Central de Atendimento: 0800 701 6888

Para clientes que estejam no Exterior: 55 11 3797-5901 – As ligações que forem feitas desde o Exterior devem conter o código de ligação local.

Telefone para deficientes auditivos e de fala: 0800 701 5549

O atendimento na Central acontece de segunda-feira à sábado, das 08h às 20h30.

Ouvidoria do Banrisul

A Ouvidoria do Banrisul presta atendimento para os seus clientes quando eles precisarem de informações ou fazer uma reclamação após não serem atendidos no SAC ou Central de Atendimento.

Essa é a última instância para comunicação do Banco com o consumidor antes de um processo judicial.

As demandas da Ouvidoria do Banrisul são finalizadas em até 10 dias úteis. Veja aqui como você pode acessar a Ouvidoria:

Telefone Ouvidoria Banrisul: 0800 644 2200

Telefone para deficientes auditivos e de fala: 51 3215 1068

Horário de atendimento da Ouvidoria Banrisul: De segunda à sexta-feira, das 9h às 17h, com exceção nos feriados.

Telefone Suporte Técnico

Telefone do Banrisul para suporte técnico: 51 3213 0553

Se precisar de um suporte técnico, pode ligar ou entrar em contato através do atendimento por chat. Os canais do Banrisul são “Home e Office Banking” além do aplicativo Banrisul Digital que já vem integrado à uma conta digital.

Horário de atendimento para suporte técnico: De segunda à sexta-feira, das 7h às 23h59. Também tem atendimento aos domingos e feriados, das 9h às 22h.

Atendimento do Banrisul por chat

O atendimento do Banrisul por chat acontece diretamente no site do Banco. Por lá, é preciso informar os seus dados, como nome completo e um e-mail válido. O Banrisul irá interagir com você e enviar uma resposta por e-mail.

Agências do Banrisul

Confira os telefones das principais agências do Banrisul:

Porto Alegre: 51 3210 0122

Caxias do Sul: 54 3223 3611

Santa Maria: 55 3222 8144

Passo Fundo: 54 3312 2100

Bento Gonçalves: 54 2102-9300

Pelotas: 53 3223 3322

Santa Cruz do Sul: 51 3715 1122

Florianópolis: 48 3207 3366

Lages: 49 2102 7200

Chapecó: 49 3700 6800

Um pouco sobre o Banrisul

O Banrisul é um banco centenário, com atuação voltada para a Região Sul do país. Atua nas áreas de crédito, investimento e também no setor de financiamento. Também presta serviços a produtos ligados ao setor público, agronegócios e outros setores da economia que se destacam principalmente na Região Sul.

O Banrisul também realiza trabalhos a caráter sustentável, com projetos voltados para a cultura, esporte, educação e também no meio ambiente.

 

Como posso deixar meu cabelo mais saudável?

O tema acima, permeia na mente de milhares de pessoas. Constantemente, vemos pessoas indo atrás de receitas milagrosas, que muitas vezes não são o que nossos cabelos realmente precisam.

Dicas para cuidar bem do seu cabelo

Devemos entender os sinais de nosso próprio cabelo, que muitas vezes só precisa de um pouquinho mais de cuidado e rotinas concisas.

Por isso, trouxemos para você no dia de hoje, algumas dicas básicas, que fazem toda a diferença no tratamento adequado de nossos fios. Por isso, fique ligado (a) com a gente!

Sempre lave os cabelos de 3 em 3 dias:

Muitos acabam deixando esse cuidado de lado, muitas vezes por não acreditar nos efeitos de uma limpeza constante, ou até mesmo por preguiça. Pois saibam que Deus ajuda quem sedo cuida dos cabelos (não resisti a tentação do bordão alterado).

Lavar os cabelos com essa constância, é primordial até mesmo para os cabelos crespos e cacheados, pois apesar de mostrarem ter oleosidade, ainda carregam com sigo, as impurezas acumuladas no dia a dia.

Pentes de madeira afastam o Frizz para bem longe:

Pentes de madeira, são a escolha perfeita para evitar o atrito com o cabelo. Por mais que eles não sejam tão comuns no dia a dia das pessoas, deveriam passar a ser a primeira escolha, pois além de serem biodegradáveis (vamos ajudar o planeta não é mesmo), são uma ótima pedida para quem tem o couro cabeludo muito sensível.

Por isso, procure um pente de madeira na sua loja de produtos capilares favoritas, e note as diferenças que ele irá proporcionar nos seus cuidados diários.

Aplicar shampoo nas pontas é necessário?

Muitas pessoas acabam cometendo esse erro diariamente, mas ao contrário do que elas pensam, o shampoo só precisa ser aplicado nas pontas. Aliado a isso, a massagem no couro cabeludo, vai realmente trazer o resultado esperado. Por isso, nada de shampoo nas pontas sem necessidade, somente enluve com o shampoo que cair do couro cabeludo.

Tomar vitaminas de crescimento capilar é uma ótima ideia:

A ideia aqui, é que as pílulas são ótimas aliadas na saúde e crescimento capilar, desde que seja ingerida a pílula correta diariamente. Nos últimos tempos, tem se falado muito de uma pílula, que é um diferencial no mercado, já que ela traz todas vitaminas que um cabelo precisa para se manter saudável.

O nome dessa pílula é Beautvip, e ela é simplesmente incrível. Pegamos alguns relatos de pessoas que já a experimentaram, e só ouvimos resultados positivos, por que além de ajudar na saúde e fortalecimento capilar, ela mantém as unhas fortes e pele macia e brilhante. Talvez seja uma ótima ideia investir em um produto assim.

Aplicar um pouco de água fria nos fios:

O ideal segundo especialistas, é que lavemos o cabelo com água fria sempre que possível. Mas nem sempre isso é uma opção, então a ideia, é que se lave o cabelo com água em uma temperatura agradável (jamais quente demais), e após o banho, dar um jato de água gelado nos fios.

Com isso, é possível evitar a oleosidade em excesso, fechando as cutículas do cabelo.

As dicas de hoje terminaram, mas você pode seguir diretamente para a página da Beautivip, para conhecer os milhares de benefícios desse incrível produto.

Como podemos definir os stakeholders do projeto

Como podemos definir os stakeholders do projeto: Nenhum gerente de projeto trabalha sozinho.

Um projeto é um esforço de colaboração. Mesmo que você esteja encarregado de gerenciá-lo, para que o projeto tenha sucesso você ainda precisa confiar nele, trabalhar com ele e reportar-se a outras pessoas.

Ao longo deste guia, temos falado muito sobre as diversas pessoas envolvidas em levar um projeto da ideia à execução: sua equipe, outros departamentos dentro da organização, liderança, clientes e muito mais.

Essas pessoas são as partes interessadas do seu projeto. Mas o que isso significa, exatamente? Como suas partes interessadas afetam seu projeto? E o que você pode fazer para mantê-los felizes?

Qual é a definição de um Stakeholder em um projeto?

Qual é a definição de um Stakeholder em um projeto

Qual é a definição de um Stakeholder em um projeto

De acordo com o Project Management Institute, os Stakeholders são definidas como:

“Indivíduos e organizações que estão ativamente envolvidos no projeto, ou cujos interesses podem ser afetados positiva ou negativamente como resultado da execução do projeto ou da conclusão bem sucedida do projeto”.

Em outras palavras, as partes interessadas de seu projeto são as pessoas ou grupos que têm algo a ganhar (ou a perder) com o resultado de seu projeto.

O que é uma parte interessada na gestão de projetos?

O que é uma parte interessada na gestão de projetos

O que é uma parte interessada na gestão de projetos

Então, de acordo com a definição de partes interessadas do projeto acima, uma parte interessada é qualquer pessoa com interesse ou investimento em seu projeto. Mas o que isso realmente parece na prática?

Suas partes interessadas são um grupo variado, com interesses variados e podem até ter interesses completamente conflitantes que você precisa equilibrar.

Não apenas isso, mas a lista de partes interessadas pode mudar ao longo da jornada do projeto: a influência de uma certa parte interessada pode se tornar mais ou menos importante, dependendo da fase do projeto, por exemplo.

Seu trabalho como gerente de projeto é manter todas as partes interessadas informadas, envolvidas e a bordo durante todo o andamento do projeto.

A felicidade das partes interessadas é uma das principais métricas de um projeto bem-sucedido, portanto, é crucial certificar-se de obter a adesão correta e marcar as caixas certas – nos momentos certos.

Em última análise, gerenciar essas complexas relações com as partes interessadas é uma das principais habilidades de um gerente de projeto. Mas, com tantos interesses, perspectivas e personalidades diferentes para fazer malabarismos, não é uma tarefa fácil.

Eis o que você precisa saber sobre suas partes interessadas: quem são, o que fazem, por que são importantes e como trabalhar com elas.

Como podemos definir os stakeholders do projeto

Definir os stakeholders do projeto

Definir os stakeholders do projeto

Agora que você sabe a resposta à pergunta “o que são as partes interessadas em um projeto”, a próxima pergunta natural é “como podemos definir os stakeholders do projeto”.

Como já vimos na definição de partes interessadas do projeto acima, uma parte interessada é qualquer pessoa com um interesse ou investimento em seu projeto. Mas quando você realmente começa a mapear isso, você pode se surpreender com a extensão que a lista pode ter.

Isso porque o investimento em seu projeto pode assumir uma série de formas diferentes. Pode ser o dinheiro da empresa, o patrocínio de um executivo ou os recursos de um gerente.

Também pode se aplicar ao usuário final ou cliente, pois suas necessidades são uma consideração crítica quando se trata de dirigir seu projeto.

Vamos analisar mais de perto alguns dos diferentes tipos de partes interessadas em um projeto. Há dois tipos principais de partes interessadas na gestão de projetos, internos e externos.

Stakeholders internos

Estas partes interessadas estão vindo de dentro da casa!!! As partes interessadas internas são pessoas ou grupos dentro da empresa, tais como membros da equipe, gerentes, executivos, e assim por diante.

Stakeholders externos

As partes interessadas externas são – como você provavelmente pode adivinhar – pessoas ou grupos fora da empresa. Isto inclui clientes, usuários, fornecedores e investidores.

Como você pode ver, as partes interessadas nem sempre trabalham para o gerente do projeto. É desnecessário dizer que isto pode acrescentar uma camada extra de complexidade, pois é preciso ser capaz de se comunicar com pessoas em todos os diferentes níveis do negócio e com diferentes graus de envolvimento, influência e interesse.

As partes interessadas em cada projeto em particular variarão dependendo do tipo de projeto e da indústria, mas aqui estão alguns exemplos dos tipos de partes interessadas no gerenciamento de projetos que você talvez precise considerar:

Gerente de projeto

Membros da equipe

Gerentes

Gerentes de recursos

Executivos

Alta administração

Empreendedores

Então, como você sabe em quais partes interessadas você precisa se concentrar para seu projeto particular? Para isso, você precisa fazer uma análise das partes interessadas.

Veja também: 6 bancos para abrir conta corrente pela internet

Conclusão

Ajude cada parte interessada a cortar o barulho e a obter uma visão imediata das métricas que são mais importantes para eles, criando Painéis de Controle personalizados.

Construa painéis personalizados com painéis para acompanhar coisas como tarefas, status do projeto, atividade da equipe, marcos, riscos e muito mais, para que seus participantes possam ver rapidamente como certas partes do projeto estão progredindo e obter uma visão geral imediata das informações que lhes interessam, num relance.

As partes interessadas não devem ser uma reflexão posterior. Em vez disso, incorpore-os em seu projeto desde o início, comunicando-se regularmente, mantendo-os atualizados e envolvidos e assegurando que eles se sintam valorizados e ouvidos.

Como configurar o celular para armazenar no cartão de memória?

Como configurar o celular para armazenar no cartão de memória? Há muitas pessoas que não atentam-se para a questão de como salvar arquivos no celular, ou seja, o local em que os mesmos são armazenados.

Você sabe para onde vai uma imagem que você salva em seu celular? Ele fica armazenado na memória interna do seu aparelho ou vai direto para o cartão SD?

Saber disso é muito importante para garantir que você vai ter um celular com maior memória disponível para que ele funcione da forma certa.

O grande problema é que a maioria das pessoas não possui nenhuma ideia a respeito de como configurar o celular para armazenar no cartão de memória.

Se esse é o seu caso, então não deixe de acompanhar esse texto até o final, pois aqui iremos mostrar tudo o que há de mais importante a respeito desse assunto.

O cartão SD como uma extensão da memória

Armazenar no cartão de memória

Armazenar no cartão de memória

Hoje em dia, cada vez mais os celulares já vêm com uma memória maior, justamente pensando na quantidade de arquivos que as pessoas recebem diariamente via Whatsapp, por exemplo, além também dos aplicativos baixados frequentemente.

Apesar disso, muitas vezes essa memória interna, por maior que seja, não é suficiente para garantir que tudo possa ser armazenado dentro dela.

É por isso mesmo que há quem opte por usar um cartão de memória no celular, para assim aumentar a memória total do aparelho e poupar espaço na memória interna do mesmo.

De forma padrão, os dispositivos sempre salvam novos arquivos diretamente na memória do dispositivo, o que pode acabar por deixar você sem espaço rapidamente.

Então, você deve buscar sempre aprender a como configurar o celular para armazenar no cartão de memória.

A seguir, nós iremos ensinar a você como isso é possível.

Salvando novas fotos direto no cartão de memória

Primeiramente, iremos explicar como é que você pode optar por fazer o armazenamento direto no cartão de memória das fotos que foram recentemente tiradas em seu celular.

Você deve abrir o aplicativo da câmera do seu celular e depois procurar pelo ícone de configurações, que normalmente está na forma de um celular.

Toque sobre ela e faça uma pesquisa para tentar encontrar uma opção que lhe permita trocar o local em que essas fotos são diretamente salvas.

Em geral, irá aparecer como “Local de armazenamento” ou algo do tipo, sempre variando de acordo com o modelo de celular que você possui.

Quando você clicar sobre essa opção, então irá abrir uma nova pequena janela que irá lhe dar diferentes opções de armazenamento do aparelho ou mesmo terá apenas o nome “cartão SD”.

Alguns aplicativos instalados no seu celular, além do tamanho do próprio arquivo, recebem mídias, como por exemplo fotos, vídeos, PDFs – E estes ocupam muito espaço no seu aparelho. Um exemplo de aplicativo é o GBWhatsApp, uma versão alternativa do WhatsApp convencional, porem com muitas outras funções.

Clique sobre essa opção para garantir que, a partir de agora, todas as fotos que forem tiradas no seu celular sejam salvas automaticamente no seu cartão de memória.

Transferindo arquivos do celular para o cartão de memória

Agora que você aprendeu a como salvar as fotos recém-tiradas diretamente no seu cartão de memória, é hora de aprender a como transferir aqueles arquivos já existentes no seu celular para esse cartão externo.

Há alguns aplicativos que servem para fazer o gerenciamento de arquivos que já estão no celular para serem transferidos para outros locais, como é o caso do Files do Google.

Para começar, você deve fazer o download do Files do Google e depois instalar o aplicativo em seu celular, concluindo-a para que seja possível começar a realizar a transferência de arquivos.

Com o aplicativo do Files do Google aberto, você então deve deslizar a tela do app até que encontre a opção “Mover arquivos para o cartão SD ou cartão de memória”.

Depois disso, você deve tocar na opção “Selecionar e liberar X Mb”, e então serão disponibilizados todos os arquivos que estão salvos no armazenamento interno do seu celular.

Você então terá a opção de escolher, entre aqueles que podem ser transferidos para o cartão SD, de forma a liberar espaço no seu celular.

É possível que você selecione todos os arquivos, se desejar enviar todos eles para esse cartão de memória, ou então fazer a escolha de forma individual, optando apenas por transferir alguns deles.

Depois de ter selecionado todos os arquivos desejados, então clique na opção “Mover para cartão SD ou cartão de memória” e confirme a escolha realizada.

Movendo arquivos direto pelo celular

Além da opção de como transferir os arquivos para armazenar no cartão SD, você terá uma outra opção em que não será necessário utilizar o Files do Google.

Essa é uma opção bastante simples e que serve para quase todos os sistemas Android, por isso é importante observar se é possível utilizar essa alternativa.

Para isso, você precisa acessar a pasta “Meus Arquivos” e clicar depois em “Armazenamento Interno”, e posteriormente selecionar a pasta que deseja enviar para o cartão SD.

Mantenha pressionados os arquivos ou as pastas desejadas e toque em “Mover”.

Após isso, clique em voltar e selecione a pasta “Cartão SD”, clicando depois em “Mover Aqui”.

A partir de agora, todos os arquivos que você selecionou e antes estavam no armazenamento interno poderão ser encontrados na pasta “Cartão SD” do seu celular, liberando memória interna no seu aparelho.

Conclusão

Como você viu, muitas pessoas procuram formas de aumentar a memória interna do celular, melhorando assim o funcionamento do aparelho e podendo salvar outros arquivos a mais.

Neste texto, mostramos como isso é possível através da configuração do seu celular para que ele passe a armazenar novas fotos e arquivos antigos no cartão de memória, deixando assim mais livre a memória interna do dispositivo.

Se você colocar em prática as dicas aqui, os arquivos do seu celular serão todos direcionados para o cartão SD, que normalmente possui uma capacidade de armazenamento muito maior.

Gostou do artigo de hoje sobre como configurar o celular para armazenar no cartão de memória?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

 

« Older posts

© 2021 Cidan Dicas

Theme by Anders NorenUp ↑