Autor: Gbriel (Page 2 of 3)

O que é IELTS e para que serve?

O International English Language System (IELTS) é um teste de inglês que certifica a proficiência em inglês em determinados níveis de inglês aceitos pelo MCERL. São eles: A2, B1, B2, C1 e C2. O IELTS English é um exame único no qual será atribuído um nível CEFR com base na pontuação obtida nos diferentes exames.

Ao contrário dos exames Cambridge English, nos quais você tem que fazer diferentes exames dependendo do nível CEFR que deseja obter, no IELTS você faz o mesmo exame para os 4 níveis CEFR que ele certifica. No entanto, o IELTS é um teste de inglês conduzido pelo British Council e Cambridge English.

O IELTS é um teste que mede a proficiência em inglês de pessoas que procuram estudar ou trabalhar em países de língua inglesa . Utiliza uma pontuação por faixas ou faixas de 0 a 9 e cada uma delas corresponde a um nível de inglês obtido no exame. Por exemplo: 0 é o mínimo, 5 é a média e 9 é o máximo.

A complexidade do exame IELTS Cambridge English e British Council é a mesma para todos os níveis. Dependendo do nível de inglês que você deseja certificar, você terá que fazer uma preparação específica para obter a nota exigida. Por exemplo, para o IELTS Academic, será bom para você obter boas notas e notas em exercícios de vocabulário acadêmico.

Tem 2 modalidades principais nas quais nos aprofundaremos mais tarde: IELTS Academic, IELTS General Training. O primeiro é direcionado a pessoas que desejam, por exemplo, fazer uma formação acadêmica superior no exterior. Já a segunda modalidade é mais utilizada para atender às exigências de imigração em países como Austrália, Canadá e Reino Unido.

Procurando um Curso preparatório ielts? Clique aqui e veja agora

Como está a estrutura do IELTS?

O teste IELTS, que dura 2 horas e 45 minutos , testa suas habilidades básicas de inglês. Estes são gramática e vocabulário, compreensão oral e escrita e expressão oral e escrita. Para isso, o IELTS de Cambridge English and British Council possui a seguinte estrutura:

  • Audição : na qual sua compreensão auditiva do inglês é medida por meio de áudios com conversas.
  • Leitura : em que sua compreensão de leitura é avaliada por meio de diferentes textos em inglês.
  • Escrita : na qual sua habilidade de escrever textos em inglês é medida.
  • Conversação : na qual é avaliada sua capacidade de se expressar em inglês.

Essas seções são iguais para os dois tipos de modelos de exame IELTS de Cambridge English e British Council. No entanto, como veremos mais tarde, a parte Listening Speaking de ambos os modelos IELTS são idênticos , enquanto Reading e Writing são diferentes .

Na parte didática deste post daremos a você todas as informações e exemplos sobre os diferentes exercícios do modelo de exame de inglês do IELTS.

Modelo de Teste IELTS

Como antecipamos antes, existem 2 tipos de exame IELTS e cada um tem características únicas: IELTS Acadêmico e IELTS Geral. Eles são diferentes, então você terá que descobrir qual modelo de exame IELTS é o melhor para você. Por exemplo, se você está se inscrevendo em uma universidade na Inglaterra, está interessado no IELTS Academic.

Você pode fazer os 2 tipos de exame IELTS para ajudá-lo a se mover ao redor do mundo e demonstrar seu conhecimento de inglês em uma entrevista de emprego. Antes de reservar uma vaga e enfrentar a preparação para o exame IELTS, certifique-se de verificar com a organização que você está se inscrevendo para o tipo de IELTS que eles exigem.

  1. IELTS Acadêmico

Este modelo de teste IELTS mede seu conhecimento de inglês para o campo acadêmico do ensino superior . Para isso, este modelo utiliza exercícios com características da linguagem acadêmica e avalia se você está apto a realizar um treinamento de nível superior em um centro de língua inglesa e obter boas notas. Este modelo IELTS interessa a você, por exemplo, para …

  • Inscrever-se em um curso de graduação ou pós-graduação em qualquer país do mundo.
  • Inscrever-se para obter um visto de estudante de nível 4 em uma universidade que esteja solicitando este nível no Reino Unido.
  • Trabalhar em uma empresa em um país de língua inglesa.
  1. Treinamento Geral IELTS

O modelo de teste IELTS General Training mede sua proficiência em inglês em um ambiente prático do dia a dia. O que isto significa? que os diferentes exercícios do modelo geral IELTS refletem o trabalho cotidiano e as situações sociais.

Ao contrário dos modelos IELTS anteriores, este é mais eficaz se você decidir se mudar para um país de língua inglesa e obter preparação para funcionar sem problemas. Este modelo IELTS interessa a você, por exemplo, para …

  • Treinar ou estudar um nível acadêmico pré-universitário em inglês.
  • Trabalhar em um ambiente onde se fala inglês.
  • Emigrar para um país onde se fala inglês.
  • Acesse um cargo melhor em seu país.

Formatos de teste IELTS

Independentemente dos modelos de exame IELTS do Cambridge English e do British Council que você está fazendo, agora também é possível fazer a partir de um computador. Dessa forma, você tem dois formatos de exame, independentemente dos modelos IELTS.

O teste de Escuta, Leitura e Escrita é totalmente realizado respondendo no computador. No entanto, o teste de conversação é com um examinador IELTS , pessoalmente, para ambos os modelos.

Dependendo do modelo de exame para o qual você está se preparando, a prova oral pode ser no mesmo dia do exame ou em outro. No máximo, até 7 dias antes ou depois, dependendo da disponibilidade dos examinadores do IELTS.

O Que é Masterização?

A masterização é o último processo artístico, criativo e técnico na produção de um disco. Auxiliado por equipamentos Analógico e Digital, e com seu uso correto, o Mastering permite ao engenheiro corrigir uma mixagem defeituosa. É possível dar vida a uma mescla pobre, sem caráter e sem personalidade.

Por muitos anos, Mastering foi visto como uma arte “Oculta e obscura”, cujo histórico não era amplamente conhecido. Hoje, é um processo mais compreendido pela maioria das pessoas no mundo do áudio.

O processo de Mastering, através da utilização de processos, entre outros, como Equalização, Compressão, Expansão e Limitação, tenta resultar em um disco sonoramente correto. Os pequenos problemas que uma mixagem pode apresentar serão maximizados após a fase de Mastering, portanto, corrigir esses defeitos, por menores que pareçam, é extremamente importante durante a masterização.

Quer aprender a produzir uma música? Faça sua música, o mundo precisa da sua mensagem. Curso de mixagem e masterização é na EMPEC.

Como os menores detalhes são corrigidos? Somente com monitoramento de acordo com os requisitos do Mastering. Apenas o monitoramento Hi-End pode revelar quaisquer imperfeições que o áudio contenha.

Um dos objetivos da masterização é fazer com que um disco soe corretamente no maior número possível de sistemas de áudio onde será reproduzido. Um disco será ouvido em fones de ouvido, em um carro, em pequenos sistemas e em grandes sistemas. A fidelidade do disco dependerá dos anos de experiência do engenheiro e de seu estúdio.

Só é possível obter um disco de alta fidelidade, com equipamentos Analógico e Digital Hi-End. Tanto o processo de Equalização quanto o processo de Compressão devem ser feitos por equipamentos exclusivos da Mastering. Em um estudo de Mastering, vamos encontrar ferramentas de precisão cirúrgica. Ferramentas que nos permitem modelar e modificar o áudio, para que não haja imperfeições no disco.

Neste século 21, foi alcançado um ponto onde as ferramentas analógicas podem coexistir com as novas ferramentas digitais. Depois de anos de aperfeiçoamento, hoje podemos combinar em uma sessão de Mastering, um Equalizador Digital, com um Compressor Analógico, sem problemas.

Existem 4 pilares fundamentais quando se fala sobre um estudo de Masterização Profissional:

  • Monitoramento
  • Conversores Digital / Analógico Analógico / Digital
  • Equipamento
  • A Experiência do Engenheiro

O monitoramento deve ser Hi-End, para poder ouvir até o menor detalhe do material a ser dominado.

O melhor equipamento analógico deve sempre andar de mãos dadas com os conversores D / AA / D. Não adianta processar o áudio com o equipamento analógico mais caro, se eu não tiver um conversor então, que capte todo esse processamento de forma ótima. Ao utilizar conversores e cabos Premium (aspecto muitas vezes negligenciado), garantimos que não haja perda de sinal e qualidade no processo.

A diferença entre mixagem e masterização é notável. O material Mastered, como resultado do processamento, terá mais ar e brilho na área dos agudos, os instrumentos ficarão mais claros e definidos, as vozes terão mais presença e clareza e os graves darão a potência que você precisa.

Acompanhado com isso, uma etapa de Compressão e Limitação, dará um volume final ao álbum, que poderá competir nacional e internacionalmente no mercado.

Guerra de Loudness

Guerra do Volume, ou Guerra do Loudness.

Com o passar dos anos e com a demanda do mercado, foi gerada a necessidade de masterizações com volume ou volume cada vez mais alto. Isso, é claro, tem consequências positivas e negativas.

A competição entre gravadoras e o medo de que sua música soe mais alta do que a concorrência levou os engenheiros da Mastering a empurrar e compactar as mixagens ainda mais longe.

É necessário esclarecer que quanto maior o volume e a compressão, maior será a distorção e a perda de faixa dinâmica de uma faixa.

Você percebeu que a música soa mais alto a cada dia? A necessidade de uma Mastering de alto volume superou a necessidade de uma Mastering de qualidade, com boa faixa dinâmica e limpa.

Um equilíbrio entre Mastering dinâmico e bom volume é recomendado. Você pode dar força à mixagem, sem a necessidade de destruir completamente sua dinâmica e destruir sonoramente a faixa.

É uma guerra que ainda não acabou, e as desvantagens de Mastering com compressão extrema não foram percebidas.

Aprenda a técnica do futsal

Você ama futebol e velocidade? Não perca este artigo e aprenda a técnica do futsal com os pés de Jordi Torras, um dos melhores jogadores do mundo. Você vai triunfar no jogo de domingo.

Quem não jogou com os amigos? Bem, todos devemos conhecer Jordi Torras, uma das estrelas da nossa equipe. É um apaixonado pelo futsal pelos seus movimentos rápidos, que aumentam a emoção, mas atenção, é muito mais técnico do que o “grande futebol” e exige grande velocidade mental. Não se preocupe, com os conselhos deles será muito mais fácil para você. Se ainda não experimentou, Jordi recomenda este desporto porque faz com que a coordenação funcione muito bem, permite-nos jogar em todas as posições e é muito divertido.

Confira também – Técnica over 1.5 – melhore o seu Futebol

O CONTROLE

No futsal, o controle da bola é sempre feito pisando na bola. Por exemplo, quando se trata de um passe de um companheiro de equipe, sempre tentaremos pisar nele para ter a bola totalmente controlada.

Controle orientado

Se não queremos parar a bola e que ela continue na direção que nos convém, devemos controlá-la pisando brevemente nela e imediatamente movê-la com a sola do pé.

Controle de altura média

Tentaremos parar a bola com a coxa e pisar nela no momento em que atingir o solo.

Controle de altura

Se a bola estiver alta, é melhor pará-la com o peito e abaixá-la até que possa direcioná-la com o pé.

AS RAÇAS

O drible no futsal tem que ser rápido e seguro. Deve-se ter em mente que os espaços são reduzidos e que os giros na defesa são pagos caro.
A finta

Trata-se de simular um passe ou chute para um lado para mudar para um controle com a parte externa do pé voltada para o outro lado.

A bicicleta

Um clássico que exige uma boa coordenação. Você tem que usar um dos dois pés como se fosse chutar, mas no último momento você circula a bola na frente sem tocá-la e imediatamente usa o outro pé para fazer a mudança de direção.

Entrar e sair

Você está pisando na bola e faz um auto-passe lateral movendo-a com a sola do pé, para ir para o outro lado.

Chutes

Dentro

É o que permite maior controle da direção. É usado em praticamente todos os passes curtos.

Peito do pé baixo

O controle é perdido, mas a potência é aumentada. Usado para passes longos.
Peito do pé alto

É usado para dar maior força ao chute. Você deve ter a perna de apoio o mais estável possível. É usado para chutar à baliza.

Dedo do pé

É outra opção para marcar. É executado com a ponta do sapato. Perde-se a direção, mas pode ter muita força e é um bom recurso quando você não consegue armar bem a perna.

Como Lavar e Cuidar de Suas Roupas de Viscose ou Rayon

A viscose é uma fibra artificial que tem adquirido grande presença no mercado graças aos seus excelentes resultados ao nível da maciez, leveza, frescura e conforto, pois permite criar peças de roupa leves e com grande movimento. No entanto, também é um tecido delicado, por isso o seu cuidado suscita muitas vezes um grande número de dúvidas. Uma das grandes dúvidas é como lavar a viscose para não estragar nossas vestes; outras questões estão ligadas à sua secagem e passagem a ferro.

O que é viscose?

Em primeiro lugar, é conveniente saber mais sobre este tecido. A viscose, também conhecida como rayon, é a primeira fibra celulósica artificial e uma das mais utilizadas na confecção de roupas em todo o mundo para criar blusas, vestidos, lingerie, gravatas e até roupas esportivas ou de cama. Brilhante como a seda, é feito de celulose extraída da madeira e se caracteriza por sua alta respirabilidade.

Como lavar viscose ou rayon à mão

Para lavar a viscose manualmente, pegue um balde, encha-o com água fria e adicione a dose recomendada de sabão líquido.

As roupas de rayon ou viscose são especialmente frágeis quando molhadas. Portanto, recomendamos que você o lave à mão sempre que puder. Claro, lembre-se que você nunca deve torcer ou escorrer este tipo de roupa, pois pode danificar suas fibras.

Como lavar viscose ou rayon na máquina de lavar

Embora nossa recomendação seja que você lave suas roupas de viscose à mão, é possível que em alguma ocasião você não tenha escolha a não ser usar a máquina de lavar. Nestes casos, aconselhamos que aproveite para o fazer em conjunto com outras peças de vestuário semelhantes, que necessitem de cuidados especiais, evitando assim atritos e rasgos.

Você pode colocar todas as roupas de viscose em um saco de pano ou capa para lavar. Esta é uma medida que o ajudará a protegê-los não só do atrito com outras roupas, mas também do contato com o tambor da própria máquina de lavar.

Por fim, selecione um programa com um ciclo especial para roupas delicadas, sempre em temperatura baixa, e adicione a dose recomendada de sabão líquido.

Dicas para secar e passar roupas de viscose

Uma vez que a questão de como lavar roupas de viscose à mão e na máquina de lavar for resolvida, vamos agora nos concentrar em secá-las e passá-las. Alguns processos igualmente importantes para garantir o máximo cuidado deste tecido.

Remova a umidade da roupa antes de secar. Para fazer isso, você pode escolher agitar cuidadosamente a roupa ou enrolá-la em uma toalha seca e aplicar uma pressão suave que não a danifique.

Evite a secadora. Usar a máquina de secar para secar roupas de viscose é um risco para o tecido, pois pode se deteriorar. Por este motivo, recomendamos que opte por secá-los ao ar, de preferência colocando-os sobre uma superfície plana à sombra.

Passe sempre as roupas do avesso. Você deve sempre passar suas roupas de viscose do avesso para evitar danificar as fibras e criar um brilho desagradável nas roupas. Você também pode umedecer levemente a roupa e colocar um pano branco entre a superfície quente do ferro e a roupa: isso protegerá o tecido.

Como lavar a viscose para não encolher ou deformar

Se não for lavada corretamente e não for tratada com cuidado suficiente durante a secagem e passagem a ferro, a viscose é muito sensível ao encolhimento. Portanto, se você deseja evitar o encolhimento desse tecido e que suas roupas estejam sempre impecáveis, não se esqueça de seguir os conselhos que destacamos a seguir.

Verifique a etiqueta da roupa. Em primeiro lugar, é importante verificar a etiqueta de cuidado da roupa, uma vez que algumas peças de viscose não são laváveis. Certifique-se antes de prosseguir com a lavagem ou, caso contrário, você pode danificar suas roupas.

Use um detergente que cuide bem do tecido. É imprescindível que você use um detergente para roupas delicadas que garanta o cuidado de suas peças de viscose.

Faça a lavagem com água fria. Quer vá lavar as suas peças de viscose à mão ou se o fizer na máquina de lavar, é essencial que a água esteja a uma temperatura baixa. A água quente pode ter efeitos negativos sobre esses tipos de roupas.

Recolher todos os itens delicados na máquina de lavar. Como mencionamos acima, se você for lavar viscose na máquina de lavar, certifique-se de reunir todas as peças desse mesmo tecido para protegê-lo de possíveis danos. Além disso, você pode adicionar proteção extra colocando-os dentro de uma capa.

Evite usar a secadora. Sempre que possível, é preferível secar as peças de roupa ao ar. Se você quiser tirar toda a umidade de suas roupas, pode envolvê-las em uma toalha branca e pressioná-las suavemente antes de esticá-las, como já dissemos.

Não torça roupas de viscose. Você deve evitar torcer as roupas feitas deste tecido a todo custo, mesmo quando estiver tentando torcer. Forçar este tecido pode fazer com que suas roupas fiquem deformadas ou rasgadas.

Lave imediatamente se transpirarmos. Como já mencionamos, a viscose absorve umidade facilmente. Isso significa que, se suamos ao usar uma vestimenta de viscose, devemos lavá-la o mais rápido possível. Caso contrário, o tecido, além de estar danificado, pode receber o odor.

Saber todas essas dicas de como lavar a viscose e garantir seu cuidado durante todos os processos é fundamental para evitar que esse tipo de vestimenta se deteriore antes do esperado. Pela nossa parte, asseguramos que, se seguir estas recomendações, ficará com a sua vestimenta de viscose como no primeiro dia.

6 Dicas para aprender inglês mais rápido

Se você está tendo dificuldade em aprender um novo idioma, respire; Você não é o único. Aprender uma língua é conhecido por ser mais difícil para adultos do que para crianças, cujos cérebros flexíveis desenvolvem as conexões necessárias para aprender outra língua.

Mas por que é tão difícil aprender uma língua estrangeira? É simplesmente difícil porque desafia sua mente (seu cérebro tem que criar novos quadros cognitivos) e tempo (requer prática constante e contínua). Embora haja mais do que isso.

Neste artigo iremos analisar os três fatores mais importantes que dificultam tanto o aprendizado de idiomas, e daremos seis dicas para tornar isso muito mais fácil, para dar um pouco mais de energia ao seu aprendizado.

Confira agora – Estude com um Professor particular de ingles sp agora mesmo.

O mesmo cérebro

Você já se perguntou por que algumas pessoas são fluentes em espanhol e outras dificilmente conseguem dizer “olá”? Bem, há pesquisas que sugerem que as conexões únicas de nosso cérebro podem predeterminar nosso sucesso em aprender um idioma.

Em um estudo conduzido na Universidade McGill, os cérebros dos participantes foram escaneados antes e depois de fazer um curso intensivo de francês de 12 semanas. Os pesquisadores descobriram que nos participantes com melhor desempenho, havia conexões mais fortes entre os centros cerebrais. Embora isso possa significar que algumas pessoas estão cognitivamente melhor equipadas para aprender idiomas, não significa que nem todos devam tentar (e sim, é ótimo para você !)

Como aprendemos

Depois do expediente, estudo no exterior, inscrições, conversar com um colega de trabalho estrangeiro, trabalhar no exterior, fazer um curso intensivo de idioma; existem muitas maneiras de aprender um idioma. No entanto, é claro que, uma vez que os adultos devem, você sabe, ser adultos , eles não podem aprender implicitamente como as crianças fazem, acompanhando o dia todo e em toda parte o falante nativo que os está criando. Infelizmente, nossos cérebros adultos são mais sofisticados e atrapalham o aprendizado.

Como adultos, tendemos a aprender acumulando vocabulário, mas geralmente não sabemos como as peças interagem para formar uma linguagem gramaticalmente correta. A pesquisa do MIT até aponta que a tendência dos adultos de analisar em excesso dificulta sua capacidade de compreender as nuances sutis da linguagem, e que o esforço constante não produz melhores resultados.

Katie Nielson, da Voxy, culpa a ideia de ‘linguagem como objeto’ . «Na aula de história, você começa cronologicamente e usa as datas na ordem em que as coisas aconteceram. O aprendizado de línguas não funciona assim ”, diz ele. “Você não consegue memorizar muitas palavras e regras e fingir que fala a língua. O que você obtém assim é um conhecimento da “linguagem como objeto”. Você pode descrever a linguagem, mas não pode usá-la.

“É melhor considerar o processo de ‘aprendizagem de habilidades’ (algo que você faz) ao invés de ‘aprender um objeto’ (algo que você conhece)”. A solução? Esqueça a perfeição. Aprenda de uma forma mais confusa – seja por meio de aplicativos, aulas ou viagens – alegre-se com os erros e perceba que às vezes se sentirá um idiota.

Semelhanças entre línguas

Nós entendemos! Não é fácil aprender uma língua muito diferente da sua (imagine um falante de inglês com dificuldade para aprender coreano ou um tailandês nativo com dificuldade para aprender árabe). Curiosamente, estudos mostram que essas dificuldades não se devem a uma aversão pessoal a complicações, mas sim a preferências neurológicas. A pesquisa realizada no Donders Institute e no Max Planck Institute for Psycholinguistics indica que nossos cérebros não são indiferentes às semelhanças entre as línguas e reutilizarão as características e a gramática da língua nativa para dar sentido a uma língua estrangeira que está estruturada de uma maneira diferente. Similary. A professora de psicolinguística Nuria Sagarra concorda que os alunos de línguas muito diferentes têm um grande desafio pela frente:

Dicas para facilitar sua viagem

Embora aprender uma língua nunca seja sem dificuldades – nada que valha a pena – certamente pode ser divertido e gratificante. Então o que você pode fazer? Felizmente, muito!

Conheça a si mesmo e conheça seus objetivos

Por que você está aprendendo esse idioma? Por motivos profissionais? Por prazer? Para se comunicar com a família? Com seu objetivo em mente, procure ativamente oportunidades para aprender o que você precisa e descarte o que não precisa (por exemplo, o vocabulário para falar sobre seu trabalho será muito diferente do que você precisa para se locomover pela América do Norte em uma viagem de carro). Ao se concentrar em seu objetivo geral de aprendizagem, você combaterá melhor o esgotamento quando ele aparecer.

Divirta-se como uma criança

Embora nossos cérebros não sejam mais tão flexíveis quanto os das crianças, podemos ser tão curiosos quanto eles! Imersão e diversão são fundamentais e, para adultos, uma excelente forma de abordar o aprendizado é assistir a uma aula de língua (culinária francesa em francês ou salsa em espanhol) ou fazer um programa de estudos no exterior que combine os aprendizagem de línguas com turismo e imersão cultural.

Dois por um

Você já conhece uma língua estrangeira? Aproveite essa vantagem de saída para ousar com outro relativamente (ou muito) semelhante (por exemplo, português / espanhol, holandês / alemão ou norueguês / sueco / dinamarquês). Seu conhecimento prévio o ajudará a filtrar esse novo idioma com mais eficácia.

Motive-se

“Você precisa de motivação para buscar repetidamente novas experiências de aprendizado, e a motivação sempre esteve ligada ao sucesso no aprendizado de idiomas”, diz Angela Grant, da Pennsylvania State University. Encontre o seu reservando uma passagem de avião, comprando um belo laptop para a aula, fazendo um tour pela cidade com um parceiro de intercâmbio de idiomas ou através do ritual de fazer sua lição de casa em sua cafeteria favorita.

Cerque-se

Aceite o máximo de novas contribuições possíveis! Altere o idioma em suas contas de mídia social, em seu computador e em seu telefone. Baixe filmes, ouça música e podcasts; leia ficção, não ficção e revistas; assista a documentários e prepare receitas estrangeiras.

Suponha que seja complicado

Lembre-se de que você está aprendendo uma habilidade, não um objeto. Aproveite os momentos embaraçosos, especialmente durante os primeiros meses, e não tenha medo do fracasso ou do ridículo. Suponha que seu sotaque não seja perfeito e que você não entende tudo. Nada disso importa no longo prazo. O que importa é o compromisso!

As Possibilidades das Impressoras 3D

As origens das Impressoras 3D remontam aos anos 70 do século passado. São, portanto, mais de trinta anos de evolução e progresso. Os sistemas de jato de tinta foram o início de uma revolução, que continua até hoje. Já em 1984 a possibilidade de impressão com materiais foi imaginada. Prototipagem rápida, padrões de fundição, fabricação de ferramentas ou sourcing de peças de produção foram algumas das primeiras aplicações dessa tecnologia.

Alguns dos Marcos da Impressão 3D Foram:

  1. O primeiro protótipo de uma impressora 3D estereolitográfica é inventado.
  2. A experimentação começa a criar órgãos modificados, um avanço na medicina.
  3. Um rim pequeno e totalmente funcional é projetado.
  4. É construída a primeira máquina de sintetização seletiva a laser.
  5. Nasce a primeira impressora com capacidade de autorreplicação. Próteses humanas começam a se encaixar.
  6. O primeiro avião impresso em 3D aparece. Era um drone fabricado por engenheiros da Universidade de Southampton. O primeiro carro em 3D foi chamado Urbee, um protótipo da Kor Ecologic.
  7. O primeiro implante de prótese de mandíbula impressa em 3D é realizado.

O fim das patentes, a redução do preço dos equipamentos e a evolução do conhecimento associada a esta revolução tecnológica farão com que a impressão 3D se espalhe maciçamente, mais cedo ou mais tarde, por todo o sistema de produção. Um mundo de possibilidades começa a se abrir.

Sobre Impressoras 3D

Em primeiro lugar, vamos explicar o que é uma impressora 3D e como funciona. É uma máquina capaz de replicar designs em três dimensões. Este dispositivo cria peças volumétricas a partir de um desenho previamente escaneado, baixado da Internet ou cadastrado em um computador. O objetivo é converter arquivos 2D em protótipos 3D.

Na impressão 3D, os objetos tridimensionais são criados pela sobreposição de camadas sucessivas de material em diferentes sequências ou processos: polimerização, injeção de enchimento, aglutinante, extrusão de material, leito de pó, laminação, etc.

Diferentes Tipos de Impressoras 3D Podem ser Encontrados no Mercado:

  • De sintetização laser: Um laser funde cada uma das camadas com a anterior.
  • Estereolitográfico: Eles solidificam a resina fotossensível por meio da luz ultravioleta.
  • Compactação: Uma massa compacta de poeira em camadas.
  • De adição: O material é adicionado em camadas.
  • De tinta: A tinta de aglomeração é utilizada para realizar a operação de compactação do pó. Suporta impressão em cores diferentes.
  • Laser: Um laser é usado para realizar a compactação. É necessário imergir em seguida em um líquido, para que o resultado se solidifique definitivamente.

 

O software CAD (Computer Aided Design) deve ser instalado para concluir o processo de impressão 3D.

Aplicações de impressão 3D

Nos parágrafos anteriores, avançamos algumas das aplicações desta nova tecnologia. A seguir, nós os analisamos em detalhes.

Remédio

A medicina é uma das áreas mais beneficiadas pelos avanços da impressão 3D. Não em vão, resultados surpreendentes foram alcançados em próteses ou transplantes.

A impressão de próteses humanas em três dimensões representa uma economia considerável para os cofres públicos. Esta tecnologia também está ajudando de forma decisiva na implantação e reconstrução de ossos e outras partes do corpo humano.

A aplicação médica mais surpreendente e revolucionária está relacionada à impressão 3D de órgãos humanos, usando células vivas como material para impressão. Essa técnica salvará muitas vidas no futuro. Vamos pensar na quantidade de pessoas que estão esperando que um órgão continue vivendo.

Automotivo

A impressão 3D não é uma novidade neste setor. Aqui está um exemplo: a Ford vem usando essa tecnologia há mais de vinte anos para projetar alguns de seus protótipos. Dessa forma, a marca automotiva descarta fisicamente os componentes antes de sua produção final.

Indústria

O setor industrial experimentará um avanço surpreendente nos próximos anos, graças ao desenvolvimento desta tecnologia. Imaginemos, por exemplo, uma impressora 3D capaz de criar qualquer tipo de calçado ou calçado desportivo, utilizando diferentes compostos, cores e materiais.

Alimentando

Impressão de bases para pizzas, bolos, bolos … qualquer alternativa gastronômica ou culinária pode se tornar realidade graças à impressão 3D.

Espaço

As agências espaciais americanas e europeias (NASA e ESA) estão trabalhando com impressoras 3D para que, em um futuro próximo, seja possível imprimir componentes e ferramentas fora do planeta. Sem dúvida, esta possibilidade significará uma economia de primeira classe e economia de espaço.

Futuro das impressoras 3D

Não há dúvida de que a impressão 3D se tornou uma verdadeira revolução. O preço dos aparelhos contribui de forma decisiva neste sentido. Seu custo continua diminuindo. Já podemos encontrar no mercado impressoras 3D para uso doméstico capazes de criar, por exemplo, ferramentas ou peças para mobiliário.

Existem certos elementos que demonstrariam o futuro esplêndido que aguarda esta tecnologia. Alguns países desenvolvidos investem pesadamente na criação de centros de inovação nessa área. A China vai inaugurar dez nos próximos anos e os Estados Unidos planejam construir três, além de quinze institutos. O investimento planejado neste último caso será generoso: US$ 100 bilhões.

Outra grande vantagem dessa tecnologia é a falta de dependência de peças físicas. O déficit de estoque é imediatamente reposto conectando-se à Internet e enviando a peça ou máquina defeituosa para impressão.

Os benefícios da impressão 3D em locais isolados e remotos são inquestionáveis. Com um simples aparelho é possível imprimir produtos necessários ao dia a dia, como ferramentas ou utensílios.

No entanto, o avanço dessa tecnologia também irá, previsivelmente, causar desequilíbrios econômicos significativos nos países emergentes. Essas nações são as “fábricas do planeta” e o desenvolvimento da impressão 3D pode afetá-las dramaticamente. Vamos pensar que, a partir de agora, será muito mais barato, mais confortável e mais fácil fabricar componentes e todo tipo de objetos. Esses estados poderão continuar importando suas manufaturas? O tempo dirá.

Esta última reflexão não é trivial e pode agravar drasticamente os problemas de desigualdade econômica entre os países. As nações ricas ficarão mais ricas e os pobres reduzirão suas expectativas de mudança.

Most innovative dental treatments

Orthodontics is a rapidly advancing discipline, always proposing the most innovative and least invasive dental treatment for people who need some help to show good teeth. If this is our case, it is best to go to a dental clinic, where they offer the most advanced services and where they have a team of highly qualified professionals to develop and apply them to each patient.

Some of these more innovative dental treatments are: whitening, invisalign or the most revolutionary forms of implant placement. Although there are many others that we also offer, today we want to focus on these three, as they are the most requested by our patients.

Check out Dentist newtown Geloong if you’re in need of any dental procedures.

Innovative dental treatment: whitening

Our eating habits tend to dirty the teeth, which gradually acquire a yellow color and even appear ugly stains.

Products like tobacco, coffee or some drugs can speed up this process. Therefore, we must be careful with this risk that produces such a disastrous and unpleasant result in our smile.

In our dental clinic we have a very powerful tooth whitening service that consists of activating the chemical whitening effect in cold light. A treatment with which we were able to correct the color of the teeth, making them recover their natural white. It is performed on discolored teeth and is very effective, as it can decrease the tone of a tooth by up to three points after an hour-long session.

Innovative dental treatment: invisalign

A fashionable dental treatment is invisalign. An invisible orthodontic that offers discretion to those who use it, correcting their dental malformations.

Its main advantage is that these dental covers are removed in order to eat, which is a relevant aspect, especially when they need to be cleaned, since they do not degrade as much as other covers.

It is as effective as traditional metal supports, but it looks much more attractive.

Innovative dental treatment: implants

Another area of ​​constant innovation in the oral health area is implants. That is, the replacement of teeth that no longer perform their function properly and that require an artificial substitute that allows the person to eat and speak without problems.

In this sense, in the aviva de iceong clinic we have several treatments in this regard. All aimed at replacing teeth by surgically placing a dental implant in the jaw bone.

In this sense, it is important to study each case and choose the materials and parts in the best possible way.

Diferença entre um psicólogo e um psiquiatra

Ao ter um problema de saúde mental e precisar da ajuda de um especialista, muitas pessoas se perguntam se devem procurar um psicólogo ou um psiquiatra.

Neste artigo, fornecemos informações sobre o que cada um desses profissionais de saúde mental faz e quais são as diferenças entre um psicólogo clínico e um psiquiatra.

Começamos assinalando que tanto a psicologia quanto a psiquiatria são disciplinas científicas nas quais o trabalho dos profissionais deve ser respaldado por terem concluído o ensino superior.

Em outras palavras, o psiquiatra deve ter o título de bacharel ou pós-graduação em medicina, com a especialidade correspondente em psiquiatria. Enquanto isso, os psicólogos devem ter um diploma de bacharel ou pós- graduação em psicologia e para poderem exercer a saúde mental eles devem ter uma especialidade em psicologia clínica .

O que eu preciso: um psicólogo ou psiquiatra?

Então, como podemos saber qual das duas profissões de saúde mental precisamos?

Basicamente, tanto consultar psicologo clínico quanto o psiquiatra são treinados para diagnosticar qualquer problema de saúde mental, mas cada um fará o atendimento sob diferentes perspectivas.

O que um psicólogo faz?

No caso do psicólogo, a sua formação irá permitir-lhe focar e avaliar todos os aspectos psicológicos, comportamentais e sociais da pessoa. O tratamento será baseado na correção e reabilitação do funcionamento disfuncional do cérebro por meio de um processo de aprendizagem e reabilitação denominado psicoterapia.

Esse processo terapêutico começa fazendo com que a pessoa compreenda, por meio de um psicodiagnóstico adequado, o que está acontecendo com ela. Com essas informações a pessoa fica ciente do que precisa ser modificado e entende melhor o que vai ser trabalhado no processo de psicoterapia.

A psicoterapia envolve técnicas e exercícios que vão reabilitando comportamentos, pensamentos ou emoções disfuncionais do psicólogo clínico, ao mesmo tempo que modifica todas aquelas variáveis ​​psicológicas que podem influenciar a manutenção da doença mental. Da mesma forma, o psicólogo analisa o ambiente social e emocional do paciente, procurando eliminar todas aquelas variáveis ​​ambientais que podem favorecer ou manter a patologia apresentada.

O que faz um psiquiatra?

No caso do psiquiatra, sua formação lhe permite enfocar e valorizar todos os aspectos biológicos da pessoa. Os tratamentos psiquiátricos baseiam-se na abordagem dos problemas mentais primordialmente de sua parte fisiológica, seja pela prescrição de medicamentos ou outro tipo de intervenção médica necessária para equilibrar a bioquímica do cérebro e reparar ou compensar a fisiologia que se deteriora, sempre havendo levar em consideração variáveis ​​psicológicas.

Na prática, cada executar um tipo de intervenção, mas na maioria dos casos são intervenções complementares, ou seja, o psicólogo vai resolver os problemas por modificar através de exercícios e reabilitação psicológica de pensamentos, emoções e comportamentos de pessoas , enquanto o psiquiatra se concentrará mais em reequilibrar ou curar a parte biológica, prescrevendo medicamentos ou outra intervenção médica que julgar necessária.

Atualmente não há dúvida de que psiquiatras e psicólogos clínicos são “dois especialistas condenados a se entender” , ou seja, a complexidade do cérebro e do comportamento humano leva a tratamentos, na maioria das vezes, tendo a serem atendidos em conjunto pelos dois profissionais.

Tópicos falsos sobre psicólogos e psiquiatras

Existem alguns tópicos populares sobre psicólogos e psiquiatras que não são verdadeiros, mas podem nos ajudar a esclarecer as diferenças entre as duas profissões. Por exemplo:

1) Se eu tiver um problema leve ou moderado vou ao psicólogo, enquanto se for grave vou ao psiquiatra.

Falso. Tanto psicólogos quanto psiquiatras tratam de problemas leves, moderados e graves e, como indiquei antes, suas intervenções se complementam.

Na verdade, a maioria dos problemas de saúde mental pode se beneficiar de intervenções conjuntas de psicólogos clínicos e psiquiatras.

Ter que tomar a medicação não significa que o problema seja mais grave, simplesmente significa que naquele momento é necessário reequilibrar a química do cérebro, seja para evitar o sofrimento, seja para assimilar mais rapidamente a terapia psicológica.

Em outras ocasiões, como, por exemplo, em um transtorno de personalidade, que pode ser um grave problema psicológico, é necessária uma intervenção psicológica de longo prazo, pois os medicamentos não se mostraram eficazes no seu tratamento.

2) É preferível ir ao psiquiatra porque simplesmente tomar os comprimidos que ele me manda já resolve meus problemas.

Falso. Muitos dos psicotrópicos prescritos para problemas de saúde mental apenas aliviam os sintomas, mas não eliminam o problema psicológico subjacente.

Em muitos casos é necessário um tratamento psicológico que atue para solucionar a origem do problema, fazendo com que a pessoa entenda o que realmente está acontecendo e, dessa forma, possa reabilitar o mau funcionamento cerebral.

Como mencionei antes, em muitos casos o ideal é combinar a “pílula” com terapia psicológica para tratar eficazmente a raiz do problema.

3) Recuso-me a ir ao psiquiatra porque prefiro resolver meus problemas com terapia psicológica em vez de remédios.

Erro. Alguns problemas de saúde mental requerem necessariamente medicação para evitar que os sintomas afetem o bem-estar da pessoa, sua família ou ambiente social.

Às vezes, as drogas psicotrópicas permitem que a pessoa tenha controle sobre suas emoções ou humor que é impossível de conseguir sem medicação.

4) Recuso-me a ir ao psicólogo porque a gente só vai conversar e isso não vai resolver meus problemas.

Falso. As técnicas terapêuticas utilizadas pelos psicólogos clínicos têm grande respaldo científico quanto à sua eficácia na solução de muitos problemas de saúde mental.

É verdade que nas sessões de terapia se fala e às vezes se fala muito, pois a palavra é um dos meios (mas não o único) que o psicólogo tem para modificar o funcionamento do cérebro.

Uma sessão de terapia psicológica não consiste em falar por falar, mas em diagnosticar, compreender, avaliar e tratar o problema.

Ou seja, o psicólogo em sessões de terapia realiza psicodiagnósticos e análises psicológicas científicas que possibilitam o autoconhecimento. A partir desse autoconhecimento ocorre um aumento do autocontrole e da autoestima.

Na terapia, além do autoconhecimento, o paciente é treinado para identificar pensamentos errôneos e corrigi-los, exercícios especialmente concebidos para corrigir e reabilitar o funcionamento disfuncional do cérebro são ensinados e praticados, a pessoa é treinada para adquirir novas habilidades na área sociais ou emocionais, são instruídos e treinados em técnicas de autocontrole emocional e cognitivo, são ensinados a identificar e controlar comportamentos desajustados, pensamentos e emoções que atuam como gatilhos ou fatores de manutenção do problema psicológico apresentado, etc.

Solicita a primeira consulta com um Psiquiatra ou Psicólogo?

Em suma, psicólogos clínicos e psiquiatras podem ajudá-lo no caso de você ter um problema de saúde mental ou emocional ou simplesmente precisar de orientação, coaching ou apoio psicológico, embora cada um de uma perspectiva diferente.

Como regra geral, o psicólogo o ajudará principalmente por meio da terapia, enquanto o psiquiatra o ajudará principalmente com drogas psicotrópicas.

Minha recomendação é que, em caso de dúvida, você vá a qualquer um dos dois profissionais e que seja o especialista quem traça o tratamento.

Mas lembre-se de que, em muitos casos, o tratamento deve combinar medicamentos e terapia psicológica, não rejeite nenhum dos dois, porque minha experiência clínica me mostrou que a soma de ambos é tremendamente eficaz.

Como aprender inglês rápido e fácil

Setembro está chegando e com ele novos projetos que nos incentivam, em muitas ocasiões, a aprender outras línguas como o inglês. A correria do dia a dia não nos deixa muito tempo livre e é por isso que hoje vamos dar algumas dicas para aprender inglês de forma rápida e fácil.

Confira também – Tudo sobre a Cultura inglesa ielts 

8 dicas para aprender inglês de forma rápida e fácil.

Para aprender um idioma, a primeira coisa que você deve saber é que deve se esforçar e desejar, dedicar algum tempo e se deixar ser aconselhado por profissionais experientes. Normalmente não temos muito tempo e, quando o fazemos, não podemos gastar tanto tempo quanto gostaríamos para aprender um novo idioma. Como aprender inglês rápido e fácil? Siga as recomendações a seguir e você alcançará seu objetivo.

1- Passe algum tempo todos os dias.

Consistência é a chave para o sucesso em muitas ocasiões, e também ao aprender inglês. Passe alguns minutos por dia, quando estiver calmo e quiser fugir de outras ocupações. Não veja isso como uma obrigação, faça disso um jogo!

2- Séries e filmes sempre em inglês.

Temos certeza que você assiste muitas das séries de plataformas como a Netflix. E se você mudar o idioma e vê-los em inglês? A princípio você pode colocar legendas em inglês (ou mal em espanhol) para facilitar para você, mas temos certeza que com o tempo você deixará de usá-las. Isso ajudará você a mergulhar no idioma de uma forma natural e divertida.

3- Leia em inglês.

Uma opção que também o ajudará a enriquecer seu vocabulário e melhorar sua gramática é ler em inglês. Você pode começar lendo artigos ou revistas sobre assuntos de seu interesse, será mais divertido e exigirá menos tempo. Romances em inglês também são uma opção ideal para aprender de forma rápida e fácil.

4- Altere o idioma do seu celular.

Quantas horas por dia você passa com seu celular? Mudar o idioma do seu aparelho pode ajudá-lo a aprender inglês de forma rápida e fácil por diversos motivos, entre os quais:
– Associar as novas palavras do inglês às anteriores que você já conhecia em espanhol.
– Você vai aprender muito vocabulário sem perceber.

5- Ouça música em inglês.

Muitas vezes eles terão feito esta recomendação e eles estavam certos! As músicas são um recurso que vai te ajudar a aprender inglês de forma rápida e fácil, já que é possível memorizar mais palavras em menos tempo de forma divertida, melhorando sua audição e o nível de pronúncia.

6- Estabeleça metas semanais.

Sabemos que quando nos propomos metas de curto prazo alcançamos resultados maiores. Por esse motivo, recomendamos que você estabeleça metas semanais reais, como aprender 20 palavras novas, revisar um tópico gramatical específico ou encontrar amigos para conversar em inglês. Quaisquer que sejam seus objetivos, eles devem ser realistas!

7- Aplicativos de aprendizagem.

Uma forma de aproveitar o pouco tempo que temos, às vezes menos do que o desejado, é fazer uso da tecnologia móvel, baixando um dos muitos aplicativos gratuitos em inglês. Ao carregá-lo sempre com você, você não terá mais desculpas para não praticar.

8- Inscreva-se em um curso de inglês.

A última de nossas dicas para ajudá-lo a aprender inglês de forma rápida e fácil é fazer um curso de inglês com profissionais de línguas para ajudá-lo a planejar seu aprendizado.

O que são manequins? – Objetivo e sua importância na indústria de varejo

O Visual Merchandising desempenha um papel importante no aumento das vendas de qualquer loja de varejo. A apresentação e exibição da mercadoria desempenham um papel importante para atrair os clientes para a loja e levá-los a comprar os produtos.

Manequins em palavras mais simples também chamados de manequins desempenham um papel importante no visual merchandising.

O que são manequins?

Os bonecos artificiais usados ​​pelos varejistas para expor suas mercadorias (pode ser qualquer coisa) são chamados de manequins. Um manequim para loja ajuda os clientes a conhecer as últimas tendências que a loja oferece, sem às vezes incomodar o representante de vendas. É o manequim atraente que puxa o cliente para dentro da loja.

Finalidade dos manequins

  • Os manequins são usados ​​para destacar as coleções exclusivas da loja.
  • Os manequins exibem as últimas tendências da moda e influenciam os clientes a comprar determinada mercadoria.
  • Os manequins atraem os clientes para a loja e, assim, aumentam a receita e o lucro.
  • Os manequins também são responsáveis ​​pela venda no varejo.
  • O que está vendendo?

A venda incrementada é um mecanismo de vendas em que o representante de vendas se esforça para convencer os clientes a comprar itens extras ou mercadorias caras e, assim, aumentar a receita da loja. Todo o crédito vai para o representante de vendas em caso de up selling que influencia os clientes a levarem para casa mercadorias adicionais e caras além das que já estão comprando.

Exemplo

Um cliente vai a uma loja de varejo para comprar um relógio no valor de x reais. O representante de vendas, por meio de suas habilidades únicas de apresentação, convence o cliente a comprar outro modelo no valor de y reais, onde y> x.

Um cliente pode ir comprar um único par de calçados. É um aumento de vendas quando o vendedor influencia o cliente a comprar dois pares em vez de um.

Como os manequins ajudam no aumento de vendas?

Os manequins ajudam os clientes a entender o que ficaria bem neles. O cliente pode não entender como uma bolsa específica ficaria com um vestido específico ou quais joias da moda adicionariam elegância a uma roupa específica.

O varejista deve decidir com inteligência todo o visual do manequim.

Sandra foi comprar um vestido bonito para sua festa de escritório. O manequim de vestido azul em uma loja imediatamente chamou sua atenção e ela decidiu comprá-lo. O varejista sensatamente também adicionou um colar azul e uma bolsa da moda ao manequim para o visual completo.

Sandra não tinha muita certeza do que queria usar junto com o vestido. No momento em que viu o manequim, ela soube o que ficaria bem nela. Ela comprou não apenas o vestido, mas também o colar junto com a bolsa. Um exemplo de aumento de vendas. Às vezes, você não consegue decidir o que tudo ficaria bem em você; um manequim ajuda você a decidir o mesmo.

Pontos a serem considerados ao escolher um manequim

  • Certifique-se de que o manequim não seja muito pesado.
  • A forma e o tamanho do manequim devem estar de acordo com seu mercado-alvo.
  • Os manequins não devem atuar como objeto de obstáculo.
  • Nunca deve ser guardado na porta de entrada ou saída, pois bloqueia o caminho dos potenciais compradores.
  • As roupas devem ficar bem ajustadas ao manequim. Evite usar pinos desnecessários.
  • Selecione cuidadosamente o que você deseja que seu manequim vista.
  • Mude a posição dos manequins com frequência.
  • Os manequins não devem estar sujos ou apresentar manchas indesejadas.
  • As roupas dos manequins devem ser de acordo com a estação e trocadas em intervalos regulares para evitar a monotonia.

Tipos de manequins

  • Manequins abstratos
  • Manequins sem cabeça
  • Manequins realistas
  • Manequins de alfaiate
  • Exibir modelos
« Older posts Newer posts »

© 2021 Cidan Dicas

Theme by Anders NorenUp ↑