A construção é complexa. Se você estava lá, no canteiro de obras , você vai entender. Não só é preciso ter atitude e saber liderar uma equipa de sábios artesãos, pedreiros e especialistas, mas também fornecer – conhecimentos mínimos – os instrumentos necessários e corretos para que possam desempenhar cada tarefa da melhor forma.

Pode ser que o conhecimento construtivo adquirido em sua carreira universitária neste aspecto seja mínimo até que você tenha alguns trabalhos por cima, mas garantimos que reconhecer as ferramentas disponíveis no mercado não só permitirá que você economize dinheiro, mas também agilizar o processo construtivo e reduzir custos, esforços físicos, o que traz grandes vantagens.

Nesta ocasião, apresentamos uma visão geral de diversos dos equipamentos , ferramentas e maquinários mais utilizados.

Curioso? Confirma mais sobre equipamentos utilizados na construção.

Instrumentos

Ferramentas usadas para realizar medições e verificações

Fita métrica

Mesmo que você pense apenas em uma fita graduada, ela tem características que a tornam mais útil para a construção: a abertura na peça metálica serve de âncora para pregos e parafusos; o deslocamento dessa mesma peça permite uma medição exata quando é usada como gancho ou batente; acabamento serrilhado é usado para fazer marcas de medição em materiais; na base de plástico existe um número que indica o seu comprimento, ajudando a evitar dobrar a fita.

Calibre

Fornece medições precisas, principalmente de diâmetros externos, diâmetros internos ou profundidades.

Nível

É usado para determinar o grau de horizontalidade ou verticalidade de uma superfície. No momento, você pode encontrar facilmente o nível de bolha ou o nível topográfico.

Prumo

Peça metálica cónica que pode ser pendurada numa corda para verificar a verticalidade de uma superfície.

Ferramentas manuais

Utensílios resistentes para realizar trabalhos mecânicos por meio de força física.

Chave de fenda

Barra de metal presa a uma alça para (des) parafusar. É necessário que a ponta se adapte ao parafuso, por isso encontramos diferentes tipos, como plana, estrela (phillips), hexagonal (allen), entre outros.

Chave

Permita a aplicação de torque para apertar ou afrouxar as porcas e parafusos. Entre os mais usados ​​estão os fixos que vêm em diversos formatos (chave de tubo e soquete para parafusos Allen) e os ajustáveis ​​(chave francesa, chave Grifa ou Stillson e chave de corrente).

Pinças ou alicates

É composto por dois braços de metal que permitem múltiplas funções, como segurar, cortar e modelar. Entre os mais comuns encontramos o alicate de bico, cortador diagonal, alicate de pressão (pinça de pressão), alicate extensível (bico de papagaio) e descascador de fio.

Rebitador

Dispositivo mecânico que permite a colocação de rebites (elemento de fixação para unir permanentemente duas ou mais peças).

Tesoura de jardim

É usado principalmente para cortar metais (hastes e cabos). Da mesma forma que uma tesoura comum, permite maior potência e precisão no corte.

Faca de papelão

Cortador ou faca, perfeito para fazer fatias.

Viu

Serra serrilhada utilizada para a prática de cortes, principalmente em madeira. Da mesma forma, também encontramos serras para serras com dentes mais finos.

Espátula

Folha flexível, plana, metálica ou plástica, utilizada para limpar, raspar, alisar, preencher juntas, entre outros.

Formão

Usado em conjunto com o martelo para cortar, remover aspereza ou goivar um material.

Espátula

Folha metálica plana, de superfície retangular, que apresenta bordas lisas – para confecção de gesso – ou com dentes – para colocação de argamassa para as peças cerâmicas.

Usado para escavar ou mover materiais. Encontramos entre as mais utilizadas na construção, as pontas arredondadas ou em coração (para escavação) e quadradas (para transporte de materiais).

Pelourinho

Conhecida como picareta ou espátula, é usada para cavar em solo duro, fazer trincheiras ou remover materiais soltos.

Martelo

Usado para golpear direta ou indiretamente, é usado para pregar, cunha e quebrar. Eles variam de acordo com o tipo de trabalho, como martelo de garra (para pregar e extraí-los), martelo de bola (para concentrar os golpes), marretas (maiores e mais pesadas) e marretas macias (de plástico ou borracha, para evitar danos às chapas de metal ou para a colocação de peças de cerâmica ou madeira).

Pistola de cola

Conhecido como calafetagem, é útil para preencher rachaduras e vedar bordas.

Porta-paletes

Ferramenta prática para realizar tarefas relacionadas com a carga e descarga de materiais.

Carrinho de mão

Geralmente possui um desenho de roda única e uma distribuição que permite que seja utilizado por uma única pessoa para o transporte de cargas.

Maquinas

Ferramentas elétricas que facilitam o desempenho de tarefas físicas, economizando tempo e dinheiro.

Broca Manual

Possui uma broca ou broca que, ao girar em alta velocidade, permite furar os materiais. Os tipos de brocas apresentam variações em sua ponta dependendo do material, geralmente encontramos brocas para concreto e alvenaria, brocas para metal e brocas para madeira.

Rebarbadora ou rebarbadora

Fiel amigo do trabalhador, podem receber diversos discos que lhe permitem funcionar como cortadora, fresadora, lixadeira ou ranhuradora para diversos materiais, como concreto, aço, cerâmica e madeira.

Serras elétricas

Para o corte de materiais diversos, dependendo da obra, existem diferentes tipos de serras elétricas no mercado, como gabarito, circular, combinada e sabre.

Sander

Faixa ou orbital, através da montagem de um suporte abrasivo permite lixar e polir a madeira.

Escova elétrica

Encontra-se frequentemente entre os carpinteiros, é utilizada para fazer chanfros, rugosidades, reentrâncias e rectificar madeiras.

Arma de prego

Ou prego, permite empurrar com força – por meio de eletromagnetismo, ar comprimido ou gases – pregos na madeira e outros materiais.

Esclarecemos que o que se apresenta neste artigo são informações auxiliares sobre muitos (não todos) equipamentos de construção. Todas as considerações para seu uso devem sempre considerar as características específicas de cada ferramenta, equipamento, instrumento ou maquinário e devem ser utilizados por pessoas treinadas de acordo com as decisões tomadas por arquitetos e / ou profissionais da área.