A utilização de cartões de crédito para o pagamento de compras ou prestações de serviços tem crescido cada vez mais. Dessa forma, se torna imprescindível que o lojista ou prestador de serviço conte com uma máquina de cartão de crédito.

 

No entanto, a maquininha não se limita a apenas validar o pagamento com o cartão. Devido ao aumento no uso desta ferramenta, as administradoras passaram a incorporar novos serviços ao produto. Um deles é o empréstimo com maquininha.

 

Sem a necessidade de sair de casa para solicitar, o empréstimo com maquininha se tornou uma alternativa bastante válida para aqueles lojistas que procuram economizar tempo. Desse modo, confira como funciona este serviço e de que forma é possível solicitar.

Empréstimo com maquininha para investir na empresa

Na grande parte das situações o aumento nas vendas de uma empresa se deve a disponibilização de pagamento com cartão de crédito. Portanto, esse volume de vendas também representa uma necessidade de investir na ampliação e melhoria do estabelecimento.

 

Dessa forma, o empréstimo com maquininha pode ser encarado como uma forma de encontrar capital de giro para tal ampliação. No entanto, o valor disponibilizado varia conforme o volume de vendas da empresa na máquina.

 

Portanto, quanto maior o faturamento do comerciante com vendas no cartão de crédito, maiores são as chances de conseguir o valor que deseja no empréstimo com maquininha.

Empréstimo com maquininha com juros mais elevados

Toda a facilidade e agilidade que o empréstimo com maquininha oferece aos lojistas também representa valores diferenciados quanto aos juros.

 

De um modo geral, o empréstimo com maquininha possui juros mais altos em comparação às demais linhas de crédito pessoal.

 

Desse modo, os valores pagos pelo tomador do empréstimo se equivalem ao crédito rotativo, bastante utilizado por usuários de cartão de crédito.