Para evitar prejuízos e controlar os gastos de sua empresa é preciso conhecer as dicas para administrar o fluxo de caixa do seu pet shop. Aqui neste artigo você encontra as principais informações para manter o seu negócio, além de melhorar a administração do mesmo.

Sabemos que toda a sua concentração e recursos são investidos na atração de clientes para o crescimento da sua empresa.

Porém, gerenciar uma empresa no segmento de serviços para animais, a qual está em um dos mercados mais concorridos do mundo, vai além do desenvolvimento e da venda de uma boa ideia de negócio. Portanto, aqui mencionaremos 3 dicas para administração do fluxo de caixa do seu pet shop.

Todas as empresas devem ser rentáveis ​​e, para isso, as finanças internas devem estar em ordem. No entanto, muitas empresas ficam aquém dos seus fluxos de caixa, caindo para zero ou negativo.

3 Dicas para administração do fluxo de caixa do seu pet shop

Uma ótima dica é obter um software para pet shop, que nada mais é que um sistema de interface simples que auxilia na administração de empresas, em que o proprietário e pessoas permitidas por ele podem conferir os relatórios financeiros, estoque de produtos, agendamento de consultas, entre outros.

Se você se identificar com esse problema, observe estas três dicas básicas que todo fluxo de caixa saudável deve considerar:

  1. Reduzir custos

Caso, seu caixa estiver sob pressão constante para cuidar dos custos operacionais diários, você deve ajudar a descompactar o máximo possível.

Isso significa que você deve reduzir custos, mas evite fazê-lo indiscriminadamente. Comece reduzindo despesas variáveis ​​e aplique melhorias em sua estrutura de custos, como atualizar seu preço de venda de acordo com as tendências do mercado e renegociar constantemente seus valores de matéria-prima.

  1. Aplicar pedido

O fluxo de caixa é o “sangue” da sua empresa. Qualquer coisa que bloqueie essa fluidez acabará prejudicando seus negócios. Portanto, certifique-se de implementar essas boas práticas para fazer seu pedido:

  • Permita que seus clientes paguem parcelado, para que o dinheiro sempre seja investido.

  • Oferece facilidades de pagamento além do cheque.

  • Incentive seus clientes a pagar com prêmios (desconto para pagamento imediato).

  • Crie uma reputação de bom pagador de suas próprias dívidas e contas a pagar.

  • Organize a contabilidade com a ajuda de uma planilha ou software de gerenciamento para pet shop.

  • Organize o pagamento de seus fornecedores em datas diferentes das contas a receber de seus clientes.

  1. Organizar pagamentos

Existem três princípios inalienáveis ​​que se aplicam às contas a receber pelo gerenciamento sólido do fluxo de caixa:

  • Saiba quanto eles lhe devem

  • Saiba quanto você deve

  • Saiba quando pagar

Equilibrar esses três princípios não é fácil, pois você cumpre uma função dupla: fornecedor e cliente. Uma solução é agendar antecipadamente seus pagamentos e a dívida de seus clientes.

Este exercício, ajudará você a saber exatamente qual é o seu ponto de equilíbrio; o momento em que sua renda totaliza suas despesas. Depois de ter esclarecido esse fator, você saberá em quais datas do mês você terá dinheiro para cumprir suas obrigações e quando novos recursos entrarão na caixa.

Dica extra: Tenha um plano B

Ter diferentes fontes de financiamento disponíveis para enfrentar contingências, como o endividamento excessivo, clientes que não desejam pagar ou são imponderáveis.

Aplique as seguintes alternativas simultaneamente para que você nunca fique sem fluxo:

  1. A reserva da reserva. Manter uma reserva, equivalente às despesas de um quarto, que é intocável, exceto em emergências.

  2. Créditos. Se sua empresa estiver financeiramente madura, você terá mais chances de obter um crédito ou uma linha de crédito em um banco ou instituição financeira regulamentada pela Comissão do Mercado Financeiro.

  3. Programas estaduais. Pesquise sobre os programas de benefícios estatais que apoiam a gestão das pequenas e médias empresas, com recursos ou conselhos.

Você não precisa ser um especialista financeiro para gerenciar adequadamente o fluxo de caixa da sua empresa. Mantenha suas receitas e despesas em ordem e adiante pagamentos e cobranças o máximo possível.

Lembre-se sempre de que o gerenciamento eficiente do fluxo de caixa é um sinal da maturidade da empresa aos olhos do mercado. No entanto, sua má administração pode levar seu negócio ao fracasso.