Na hora de abrir uma conta ou fazer qualquer tipo de investimento, muitos se perguntam sobre a segurança de alguns bancos e instituições financeiras. Mas como é possível ter esse conhecimento sobre os bancos do Brasil?

Com o desenvolvimento da internet, ficou mais fácil cometer golpes e fraudes contra as pessoas. No meio digital existem algumas instituições que prometem mundos e fundos, mas no fundo são fraudulentas. Como se precaver?

Primeiramente, se você precisa saber a idoneidade da empresa, pesquise nos órgãos que regulam s atividades dos bancos. Um deles é a CVM ou Comissão de Valores Mobiliários, no qual há uma lista de instituições financeiras e bancos do Brasil que estão autorizados e regulados e podem funcionar plenamente.

Caso não esteja, entre no cadastro geral. Por isso é importante que você pesquise bastante antes de aplicar seu dinheiro em qualquer banco.

Bancos digitais: eles são seguros?

Cada dia que passa surgem novos bancos do Brasil, na modalidade digital. No entanto, a pergunta que ainda passa pela cabeça de muitas pessoas é: esses bancos são seguros?

Os bancos digitais surgiram com o objetivo de facilitar a vida das pessoas. Em alternativa ao bancos tradicionais, eles propõem oferecer serviços mais eficientes, práticos e de baixo custo, diferente das tarifas que são cobradas pelos bancos mais conhecidos.

Os problemas que porventura venham a surgir com esses bancos referem-se ao vazamento de informações dos clientes por conta da invasão de hackers ou a ausência de suporte para as contas digitais. 

Fora isso, que é altamente grave, o banco que tiver uma baixa credibilidade diante dos clientes deve ser riscado da sua lista de bancos do Brasil que merecem ter seu investimento.

Bancos digitais x Fintechs

Embora as preocupações com os bancos digitais sejam diferentes dos bancos tradicionais, todos estão sujeitos ao fisco do Banco Central. No entanto, as exigências são maiores nos bancos do que com as instituições financeiras.

Isso porque o impacto da hipotética quebra de um banco grande dentro do sistema financeiro do país é muito maior do que a quebra de um banco digital.

Como a regulação das fintechs é mais branda, as obrigações legais delas também são mais amenas, o que as possibilita oferecer produtos mais acessíveis ao público e com um atendimento mais ágil.

Portanto, antes de investir em qualquer banco ou instituição financeira, pesquise bastante sobre ela, veja comentários de clientes satisfeitos e insatisfeitos e saiba se o banco é seguro ou não.