O consórcio de carros é uma das melhores maneiras de se adquirir um automóvel. No entanto, por se tratar de um investimento alto e de um compromisso de longo prazo, é preciso conhecer bem o funcionamento do consórcio de carros, para evitar complicações futuras. Um bom começo é entender como funcionam algumas regrinhas dessa modalidade de financiamento em grupo.

Uma regra muito importante diz respeito ao atraso no pagamento de parcelas do consórcio de carros. É bem simples: quem atrasa o pagamento não participa do sorteio e nem pode dar lances para arrematar a carta de crédito. Quem define a data de vencimento da parcela é a própria administradora. Ainda sobre as parcelas, é possível antecipar os pagamentos.

Outra regra fundamental é de que a administradora do consórcio de carros precisa ter autorização do Banco Central para atuar, como não poderia ser diferente. Afinal, trata-se de uma atividade financeira que normalmente envolve grandes valores.

Também vale ficar atento em relação às regras sobre o grupo do consórcio. Nem todo mundo sabe, mas é possível entrar num grupo de consórcio de carros já formado. Para isso, basta pagar a cota à administradora ou comprá-la de um participante que desistiu do consórcio de carros.

Algumas regras em relação à carta de crédito também merecem atenção. Ao ser sorteado no consórcio de carros ou arrematar a carta de crédito, o consorciado pode usar tal carta para comprar um carro novo ou usado. Ainda é possível utilizar 10% do valor da carta para pagar despesas relacionadas ao veículo, como seguro e IPVA.

E se você por acaso mudar de ideia e desistir de comprar um carro? Sem problemas. É possível solicitar o valor da carta de crédito em dinheiro. Para isso, é necessário ter todas as pendências com a administradora do consórcio de carros quitadas e aguardar seis meses após o fim do consórcio ou depois de ser sorteado.